OBÁ DE VANIA DANTAS LEITE: CONSIDERAÇÕES INTERPRETATIVAS DE UMA OBRA INTERATIVA

Autores

  • Doriana Mendes UNIRIO

Palavras-chave:

música-vídeo, música e multimeios, interação de linguagens, canto e dança, processamento em tempo real, análise interpretativa

Resumo

Este texto aborda questões interpretativas relativas a Obá de Vania Dantas Leite, uma obra que utiliza multimeios, do gênero música-vídeo, com texto, imagem, canto, dança e processamento em tempo real. Nosso alvo é pensar o processo de execução/interpretação musical e coreográfica de maneira indissociável, considerando que a obra integra a estas duas linguagens uma terceira, que é representada pela imagem projetada durante a performance. Analisamos a partitura privilegiando a segmentação da obra e suas implicações técnicas na interatividade: a organicidade entre a vocalidade e a criação e execução coreográfica. Como a obra traz em sua natureza uma sincronia de diversas linguagens, o nível de excelência da performance está comprometido com a capacidade de interação técnico-expressiva que o solista desenvolva e aprimore durante a preparação da obra. Este processo demanda cumplicidade criativa e engajamento artístico, estabelecendo com o compositor uma parceria colaborativa na qual o intérprete pode ser considerado um co-autor.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-03-09

Como Citar

Mendes, D. (2010). OBÁ DE VANIA DANTAS LEITE: CONSIDERAÇÕES INTERPRETATIVAS DE UMA OBRA INTERATIVA. Cadernos Do Colóquio, 10(1). Recuperado de http://seer.unirio.br/coloquio/article/view/457

Edição

Seção

Teoria e prática da interpretação