The behavior expressed by the parturient during birth: the reflections of prenatal care

Main Article Content

Katia de Lima Melo
Bianca Dargam Gomes Vieira
Valdecyr Herdy Alves
Diego Pereira Rodrigues
Diva Cristina Morett Romano Leão
Luana Asturiano da Silva

Resumo

Objetivos: Identificar, segundo a visão da mulher, a influência das orientações recebidas no pré-natal em suas próprias atitudes durante o trabalho de parto e parto; apontar, segundo a visão da mulher, as próprias atitudes durante o trabalho de parto e parto; investigar se essas atitudes foram influenciadas pelas orientações recebidas na assistência pré-natal. Métodos: Trata-se de uma pesquisa descritiva, exploratória, de natureza qualitativa, com dez puérperas do alojamento conjunto da Maternidade Oswaldo de Nazareth da cidade do Rio d Janeiro, mediante entrevista semiestruturada e analisado com os preceitos da análise temática, após aprovação pelo Comitê de Ética da SMSDS-RJ, sob nº 185/12. Resultados: A mulher torna-se empoderada e mais ativa durante o processo do parto quando recebem informações de autonomia e direitos inerentes as informações da consulta de pré-natal. Conclusão: A mulher retorna a seu papel de sujeito ativo e o pré-natal como um excelente momento de troca do profissional-paciente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
1.
Melo K de L, Vieira BDG, Alves VH, Rodrigues DP, Leão DCMR, Silva LA da. The behavior expressed by the parturient during birth: the reflections of prenatal care. R. pesq. cuid. fundam. online [Internet]. 2º de julho de 2014 [citado 17º de janeiro de 2022];6(3):1007-20. Disponível em: http://seer.unirio.br/cuidadofundamental/article/view/3124
Seção
Research
Biografia do Autor

Katia de Lima Melo, Universidade Federal Fluminense

Enfermeira, graduada na Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa - Universidade Federal Fluminense, Niterói, Brasil. 

Bianca Dargam Gomes Vieira, Universidade Federal Fluminense

Enfermeira, Mestre em Enfermagem pela Escola de Enfermagem Anna Nery da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil. Professora Assistente do Departamento Materno-Infantil e Psiquiatria da Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa da Universidade Federal Fluminense, Niterói, Brasil. Coordenadora Executiva da Associação Brasileira de Obstetrizes e Enfermeiros Obstétras-Nacional, Rio de Janeiro, Brasil. 

Valdecyr Herdy Alves, Universidade Federal Fluminense

Enfermeiro, Doutor em Enfermagem pela Escola de Enfermagem Anna Nery (EEAN) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Professor Titular da Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa (EEAAC) da Universidade Federal Fluminense (UFF). Presidente da Associação Brasileira de Obstetrizes e Enfermeiros Obstétras-Nacional (ABENFO-Nacional), Rio de Janeiro, Brasil.

Diego Pereira Rodrigues, Universidade Federal Fluminense

Enfermeiro, Mestrando em Ciências do Cuidado da Saúde da Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa (EEAAC) da Universidade Federal Fluminense (UFF), Rio de Janeiro, Brasil. 

Diva Cristina Morett Romano Leão, Universidade Federal Fluminense

Enfermeira, mestre em Enfermagem Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO), Rio de Janeiro, Brasil. Professora Adjunta do Departamento Materno-Infantil e Psiquiatria da Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa da Universidade Federal Fluminense, Niterói, Brasil. 

Luana Asturiano da Silva, Universidade Federal Fluminense

[1] Enfermeira, graduada na Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa - Universidade Federal Fluminense, Niterói, Brasil. 

Plum Analytics

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>