Patterns of changes in men's health from demographic indicators and epidemiologic

Main Article Content

Vanessa Cruz Santos
Mayra Gomes Santos
Alba Benemérita Alves Vilela
Adriana Alves Nery
Cezar Augusto Casotti
Eduardo Nagib Boery

Resumo

Objetivo: analisar padrões de mudanças na saúde do homem no período de 2006 a 2010 por meio dos indicadores demográficos e epidemiológicos. Métodos: estudo epidemiológico, descritivo, subsidiado em dados do Departamento de Informática do SUS (DATASUS) do Ministério da Saúde, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística e Sistema Integrado de Informações Penitenciárias, referentes ao período de 2006 a 2010. Para a tabulação e análise dos dados foram utilizadas ferramentas desenvolvidas pelo DATASUS – TabWin e TabNet, além do programa Microsoft Office Excel 2007. Resultados: entre os indicadores de morbimortalidade, os decorrentes de causas externas, em todos os tipos, foram crescentes nos anos estudados e mais elevados na população masculina em relação à feminina. Conclusão: os agravos de saúde mais recorrentes na população masculina, são preveníveis, logo, a educação em saúde, poderá contribuir, na alteração do perfil comportamental e cultural dessa população, que por vez, acarreta consequências negativas à sua saúde. Descritores: Epidemiologia, Política de Saúde, Gênero e Saúde, Saúde do homem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
1.
Santos VC, Santos MG, Vilela ABA, Nery AA, Casotti CA, Boery EN. Patterns of changes in men’s health from demographic indicators and epidemiologic. R. pesq. cuid. fundam. online [Internet]. 1º de abril de 2015 [citado 5º de julho de 2022];7(2):2569-81. Disponível em: http://seer.unirio.br/cuidadofundamental/article/view/3579
Seção
Research
Biografia do Autor

Vanessa Cruz Santos, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Enfermeira. Mestranda em Saúde Pública pelo Programa de Pós- Graduação em Enfermagem e Saúde da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB). Bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).

Mayra Gomes Santos, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Enfermeira. Mestranda em Saúde Pública pelo Programa de Pós- Graduação em Enfermagem e Saúde da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB) Jequié (BA), Brasil. Bolsista da Fundação do Amparo a Pesquisa da Bahia (FAPESB).

Alba Benemérita Alves Vilela, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Enfermeira, Professora Doutora, Graduação/ Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem e Saúde, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia/PPGES/UESB. Jequié (BA), Brasil.

Adriana Alves Nery, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Enfermeira, Professora Doutora, Graduação/Vice coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem e Saúde, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia/PPGES/UESB. Jequié (BA), Brasil.

Cezar Augusto Casotti, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Cirurgião Dentista, Professor Doutor, Graduação/Programa de Pós-Graduação em Enfermagem e Saúde, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia/PPGES/UESB. Jequié (BA), Brasil.

Eduardo Nagib Boery, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Professor Doutor, Graduação/Programa de Pós-Graduação em Enfermagem e Saúde, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia/PPGES/UESB. Jequié (BA), Brasil. Direitor Científico da Fundação do Amparo a Pesquisa da Bahia (FAPESB)

Plum Analytics

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>