Practice of Insertion, Maintenance and Removal of Peripheral Inserted Central Catheter in Neonates / Práticas de Inserção, Manutenção e Remoção do Cateter Central de Inserção Periférica em Neonatos

Main Article Content

Regiane Josy Mediote Rangel
Denise Silveira Castro
Maria Helena Costa Amorim
Eliana Zandonade
Marialda Moreira Christoffel
Candida Caniçali Primo

Resumo

Objetivo: Avaliar as práticas de enfermagem na inserção, manutenção e remoção do Cateter Central de Inserção Periférica em neonatos. Métodos: Estudo correlacional retrospectivo realizado em um Hospital Universitário com amostra de 137 neonatos no período de 2009 a 2012. Os dados foram coletados no prontuário e analisados com testes estatísticos. Resultados: O posicionamento inicial da ponta do cateter foi central em 60,6%. Complicações ocorreram em 53,3% dos cateteres, e as mais comuns: obstrução (13,1%) e infiltração/extravasamento (12,4%). O tempo de permanência foi influenciado (p<0,05) pela posição da ponta não central, complicações e remoção não eletiva. Conclusão: Destaca-se a necessidade de elaboração de protocolos e a realização de programas de intervenção educativa, a fim de garantir a segurança do paciente e a qualidade da assistência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
1.
Rangel RJM, Castro DS, Amorim MHC, Zandonade E, Christoffel MM, Primo CC. Practice of Insertion, Maintenance and Removal of Peripheral Inserted Central Catheter in Neonates / Práticas de Inserção, Manutenção e Remoção do Cateter Central de Inserção Periférica em Neonatos. R. pesq. cuid. fundam. online [Internet]. 21º de janeiro de 2019 [citado 19º de maio de 2022];11(2):278-84. Disponível em: http://seer.unirio.br/cuidadofundamental/article/view/6425
Seção
Research
Biografia do Autor

Regiane Josy Mediote Rangel, Hospital Universitário Cassiano Antônio de Moraes

Mestre em Enfermagem. Enfermeira do Hospital Universitário Cassiano Antônio de Moraes, Vitória (ES), Brasil. E-mail: 

Denise Silveira Castro, Universidade Federal do Espírito Santo.

Doutora em Enfermagem. Professora do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória (ES), Brasil. E-mail: 

Maria Helena Costa Amorim, Universidade Federal do Espírito Santo

Doutora em Enfermagem. Professora do Curso de Graduação e Programa de Pós- Graduação em Enfermagem da Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória (ES), Brasil. 

Eliana Zandonade, Universidade Federal do Espírito Santo

Doutora em Estatística. Professora do Departamento de Estatística e do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória (ES), Brasil.  

Marialda Moreira Christoffel, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro

Doutora em Enfermagem. Professora do Curso de Graduação em Enfermagem da Escola Anna Nery da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro (RJ), Brasil.

Candida Caniçali Primo, Universidade Federal do Espirito Santo

Enfermeira. Doutora em Enfermagem. Professora do Curso de Graduação e Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória (ES), Brasil. 

Plum Analytics

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>