Self-effectiveness in breast-feeding between mothers of premature babies / Autoeficácia em amamentar entre mães de bebês prematuros

Main Article Content

Anne Fayma Lopes Chaves
http://orcid.org/0000-0002-7331-1673
Amanda Larissa Lima Ramos
http://orcid.org/0000-0001-6888-0487
Barbara Brandão Lopes
Rose Eloise Holanda
http://orcid.org/0000-0002-5002-9448
Luana Cavalcante Lima
http://orcid.org/0000-0001-8192-4974
Liene Ribeiro De Lima
http://orcid.org/0000-0002-6729-4061

Resumo

Objetivo: Avaliar a autoeficácia em amamentar entre mães de bebês prematuros. Método: Estudo descritivo, transversal, com abordagem quantitativa, realizado no Hospital Maternidade de Quixadá no período de setembro a outubro de 2017. A amostra foi composta por 20 puérperas abordadas no alojamento conjunto por meio de uma entrevista para aplicação do formulário contendo dados sociodemográficos e obstétricos e a escala Breastfeeding Self-Efficacy Scale – Short-Form. Os resultados apresentados por meio de tabelas. Resultados: Todas as mães apresentaram elevada autoeficácia em amamentar. Os itens da escala de menores pontuações entre as mulheres foram: “Eu sempre amamento meu bebê em um peito e depois mudo para o outro” e “Eu sempre posso amamentar mesmo se o meu bebê estiver chorando”. Conclusão: Percebe-se a importância do enfermeiro na atuação durante todo o ciclo gravídico puerperal no intuito de manter a confiança materna, bem como focar em aspectos que possam interferir na mesma.



Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
1.
Chaves AFL, Ramos ALL, Lopes BB, Holanda RE, Lima LC, Lima LRD. Self-effectiveness in breast-feeding between mothers of premature babies / Autoeficácia em amamentar entre mães de bebês prematuros. R. pesq. cuid. fundam. online [Internet]. 1º de junho de 2021 [citado 25º de janeiro de 2022];13:262-7. Disponível em: http://seer.unirio.br/cuidadofundamental/article/view/8498
Seção
Research
Biografia do Autor

Anne Fayma Lopes Chaves, UNIVERSIDADE DA INTEGRAÇÃO INTERNACIONAL DA LUSOFONIA AFRO-BRASILEIRA - UNILAB

Graduada em Enfermagem pela Universidade de Fortaleza. Especialista em Unidade de Terapia Intensiva pela Universidade Estadual do Ceará. Mestre e Doutora pelo Programa de Pós-Graduação da Universidade Federal do Ceará. Professora Adjunta A do Curso de Graduação em Enfermagem da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira. Integrante do Núcleo de Estudo e Pesquisa na Promoção da Saúde Sexual e Reprodutiva (NEPPSS) e do Grupo de Pesquisa de Promoção da Saúde Sexual e Reprodutiva da UNILAB.

Amanda Larissa Lima Ramos, CENTRO UNIVERSITÁRIO UNICATÓLICA DE QUIXADA

Enfermeira. Graduada pelo Centro Universitário Unicatólica de Quixadá.

Barbara Brandão Lopes, UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARA

Residente em Enfermagem Obstétrica do Hospital Sofia Feldman. Mestre em Enfermagem na Promoção da Saúde pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Integrante do Núcleo de Estudo e Pesquisa na Promoção da Saúde Sexual e Reprodutiva do Denf/UFC

Rose Eloise Holanda, CENTRO UNIVERSITÁRIO UNICATÓLICA DE QUIXADÁ

Mestre em Saúde da Criança e do Adolescente pela Universidade Estadual do Ceará (2018). Possui graduação em Enfermagem pela Faculdade Católica Rainha do Sertão

Luana Cavalcante Lima, CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTACIO DO CEARA

Discente do curso de Enfermagem do Centro Universitário Estácio do Ceará. Cursando o 9° Semestre. Integrante do Grupo de Pesquisa e Extensão em Aleitamento Materno.

Liene Ribeiro De Lima, CENTRO UNIVERSITÁRIO UNICATÓLICA DE QUIXADA

Graduada em Enfermagem pela Universidade Regional do Cariri (2007), Especialista em Enfermagem Obstétrica pela Universidade Estadual do Ceará (2011) e Mestre em Saúde Pública da Universidade Federal do Ceará (2017). Professora do Centro Universitário Católica de Quixadá - UNICATÓLICA do curso de Enfermagem.

Plum Analytics

Referências

Salge AKM, Vieira AVC, Aguiar AKA, Lobo SF, Xavier RM, Zatta LT. Maternal and neonatal factors associated with prematurity. Rev Eletr Enf [internet] 2009 [access on 12 nov 2018]; 11(3):642-6. https://www.fen.ufg.br/revista/v11/n3/pdf/v11n3a23.pdf

Silva WF, Guedes ZCF. Time of exclusive breastfeeding of preterm and term newborn babies. Rev CEFAC [internet] 2013 [access on 12 nov 2018]; 15(1):160-71. http://www.scielo.br/pdf/rcefac/2012nahead/102-11.pdf

Cunha EFC, Carvalho MSB, Batista DS, Dantas JP, Silva LS. Interventions with mothers of preterm children: a focus groups study. Clínica e Cultura [internet] 2013 [access on 14 nov 2018]; 2(2): 80-90. https://seer.ufs.br/index.php/clinicaecultura/article/viewFile/1579/1697

Aires LCP. Percepções dos profissionais de saúde da atenção básica sobre o seguimento do bebê pré-termo e/ou baixo peso e à sua família: interfaces com a terceira etapa do Método Canguru. Florianópolis. Dissertação [Mestrado] – Universidade Federal de Santa Catarina; 2015.

Souto DC, Jager ME, Pereira AS, Dias ACG. Kangaroo method and breastfeeding: an integrative review of national literature. Rev Ciência & Saúde [internet] 2014 [access on 30 out 2018]; 7(1):35-46. http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/faenfi/article/view/14519/11111

Souza EFC, Fernandes RAQ. Breastfeeding self-efficacy: a cohort study. Acta Paul Enferm. [internet] 2014 [access on 30 out 2018]; 27(5):465-70. http://www.scielo.br/pdf/ape/v27n5/pt_1982-0194-ape-027-005-0465.pdf

Rodrigues AP, Padoin SMM, Guido LA, Lopes LFD. Pre-natal and puerperium factors that interfere on self-efficacy in breastfeeding. Esc Anna Nery [internet] 2014 [access on 28 nov 2018]; 18(2):257-61. http://www.scielo.br/pdf/ean/v18n2/1414-8145-ean-18-02-0257.pdf

Margotti E, Epifanio M. Exclusive maternal breastfeeding and the Breastfeeding Self-efficacy Scale. Rev RENE [internet] 2014 [access on 20 nov 2018]; 15(5):771-9. http://www.periodicos.ufc.br/rene/article/view/3240/2495

Bizerra RL, Carnaúba JP, Chaves AFL, Rocha RS, Vasconcelos HCA, Oriá MOB. Breastfeeding self-efficacy among adolescent mothers. Rev Eletr Enf [internet] 2015 [access on 20 nov 2018]; 17(3):1-8. https://www.fen.ufg.br/revista/v17/n3/pdf/v17n3a05.pdf

Brasil. Ministério da Saúde. II Pesquisa de Prevalência de Aleitamento Materno nas Capitais Brasileiras e Distrito Federal [Internet]. Brasília: Ministério da Saúde; 2009 [access on 21 nov]. http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/pesquisa_prevalencia_aleitamento_materno.pdf

Kaura A. Medicina Baseada em Evidências: Leitura e Redação de Textos Clínicos. 1ªed. Rio de Janeiro: Elsevier Editora; 2016.

Dodt RCM, Ferreira AMV, Nascimento LA, Macêdo AC, Joventino ES, Ximenes LB. Influência de estrategia de educación en salud mediada por álbum ilustrado acerca de la autoeficacia materna para amamantar. Texto Contexto Enferm [internet] 2013 [access on 25 nov 2018]; 22(3):610-8. http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-07072013000300006

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Saúde da Criança: Aleitamento Materno e Alimentação Complementar [internet]. 2ª Edição. Brasília: Ministério da Saúde; 2015 [access on 3 dez 2018]. http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/saude_crianca_aleitamento_materno_cab23.pdf

Campos FC. Impacto da satisfação de puérperas com parto vaginal na autoeficácia para amamentar. Fortaleza. Dissertação [Mestrado] - Universidade Federal do Ceará; 2015.

Prates LA, Schmalfuss JM, Lipinski JM. Social support network of post-partum mothers in the practice of breastfeeding. Esc Anna Nery [internet] 2015 [access on 4 dez 2018]; 19(2):310-5. http://www.scielo.br/pdf/ean/v19n2/1414-8145-ean-19-02-0310.pdf

Rodrigues AP, Padoin SMM, Paula CC, Guido LA. Factors those influence in self- efficacy of breastfeeding: Integrative review. Rev Enferm Ufpe On Line [internet] 2013 [access on 1 dez 2018]; 7(1):4144-52. https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/viewFile/11643/13738

Chaves AFL. Sintomas depressivos no puerpério e sua implicação na autoeficácia de amamentar. Fortaleza. Dissertação [Mestrado] – Universidade Federal do Ceará; 2012.

Chaves AFL. Efeitos de uma intervenção educativa por telefone na autoeficácia, duração e exclusividade do aleitamento materno: ensaio clínico randomizado controlado. Fortaleza. Tese [Doutorado] - Universidade Federal do Ceará; 2016.

Lopes AM, Silva GRF, Rocha SS, Avelino FVSD, Soares LS. Breastfeeding premature babies: characterization of the motherchild binomial and maternal self-efficacy. Rev Bras Promoç Saúde [internet] 2015 [access on 12 dez 2018]; 28(1):32-43. http://periodicos.unifor.br/RBPS/article/view/2965/pdf

Uchoa JL, Rodrigues AP, Joventino ES, Almeida PC, Oriá MOB, Ximenes LB. The self- efficacy in breastfeeding of women in the prenatal and postpartum: Longitudinal study. Revista de Enfermagem da Ufsm [internet] 2016 [access on 13 dez]; 6(1):10-20. https://periodicos.ufsm.br/reufsm/article/view/17687/pdf

Chaves AFL, Lima GP, Melo GM, Rocha RS, Vasconcelos HCA, Oriá MOB. Flipchart application for promoting maternal self-efficacy in breastfeeding. Rev Rene [internet] 2015 [access on 13 dez 2018]; 16(3):407-14. http://periodicos.ufc.br/rene/article/view/2813/2182

Vieira, GM, Morais TB, Lima EFA, Pontes M B, Brandão MAG, Primo CC. Nursing protocol for assistance to women in lactation process. Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online [internet] 2017 [access on 28 dez 2018]; 9(4):1040-7. http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/5768/pdf