Analysis of the quality of life of professionals working in home care / Análise da qualidade de vida de profissionais que atuam na atenção domiciliar

Main Article Content

Elaine Rayane Cavalcanti Gomes Porciúncula
http://orcid.org/0000-0003-2817-3088
Cynthia Girundi da Silva
http://orcid.org/0000-0002-6873-2449

Resumo

Objetivo: Este estudo buscou avaliar a qualidade de vida dos profissionais atuantes em um Programa de Internação Domiciliar Interdisciplinar Oncológico. Metodologia: Trata-se de um estudo descritivo exploratório de abordagem quantitativa, na qual a amostra foi composta por 19 profissionais que realizam visitas domiciliares. Foi utilizado um questionário autoaplicável contendo dados sociodemográficos e o The World Health Organization Quality of Life – WHOQOL – 100. Os dados sociodemográficos foram analisados através do IBM –SPSS Statistics 20 e o WHOQOL 100 através do Microsoft Excel. Resultados: O domínio que apresentou escore mais baixo foi o domínio físico (55%), seguido do psicológico (62%), ambiente (63%), nível de independência (74%) e aspectos espirituais/religião/crenças pessoais (74%). Com relação à qualidade de vida do ponto de vista do avaliado, obtive-se um escore de 66%. Conclusão: A partir dos resultados obtidos, torna-se fundamental a ampliação das ações voltadas à qualidade de vida, bem como novas pesquisas na área.



Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
1.
Porciúncula ERCG, da Silva CG. Analysis of the quality of life of professionals working in home care / Análise da qualidade de vida de profissionais que atuam na atenção domiciliar. R. pesq. cuid. fundam. online [Internet]. 1º de junho de 2021 [citado 17º de maio de 2022];13:483-9. Disponível em: http://seer.unirio.br/cuidadofundamental/article/view/9244
Seção
Research
Biografia do Autor

Elaine Rayane Cavalcanti Gomes Porciúncula, Universidade Federal de Pelotas

Terapeuta Ocupacional

Cynthia Girundi da Silva, Universidade Federal de Pelotas

Terapeuta Ocupacional; professora da Universidade Federal de Pelotas.

Plum Analytics

Referências

Teston EF, Fukumori EFC, Benedetti GMS, Spigolon DN, Costa MAR, Marcon SS. Sentimentos e dificuldades vivenciadas por pacientes oncológicos ao longo dos itinerários diagnóstico e terapêutico. Esc. Anna Nery. [Internet]. 2018. [acesso em 2019 fev 17]; 22(4):1-8. Disponível em:http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-81452018000400214&lng=pt&nrm=iso>.

Alavares RB, Santos IDL, Lima NM, Mattias SR, Cestari MEW, Gomes NCRC et al. Sentimentos despertados nas mulheres frente ao diagnóstico de câncer de mama. Journal of Nursing and Health. [Internete].2017. [acesso em 2019 jan 28]; 7(3):01-10. Disponível em: https://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php/enfermagem/article/view/12639/8347

BRASIL. LEI nº10.424, de 15 de abril de 2002. Acrescenta capítulo e artigo à Lei no 8.080, de 19 de setembro de 1990, que dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento de serviços correspondentes e dá outras providências, regulamentando a assistência domiciliar no Sistema Único de Saúde [Internet]. Diário Oficial da República Federativa do Brasil. 2002 abr. 15 [acesso em 2018 out 17]. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2002/l10424.htm

BRASIL. Portaria nº 825, de 25 de abril de 2016. Redefine a Atenção Domiciliar no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) e atualiza as equipes habilitadas [Internet]. Diário Oficial da República Federativa do Brasil. 2016 abr. 25 [acesso em 2019 fev 17].Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2016/prt0825_25_04_2016.html

Arrieira ICO, Thofehrn MB, Fripp JC, Duval P, Valadão M, Amestoy SC.Programa de Internação Domiciliar Interdisciplinar Oncológico: Metodologia de trabalho. Rev Ciência, Cuidado e Saúde [Internet]. 2009 [acesso em: 2019 fev 17]; 8(supl): 104-109. Disponível: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/CiencCuidSaude/article/view/9725

WHO. Cancer: palliative care. [Internet]. [acesso em: 2018 out 17]. Disponível em: https://www.who.int/cancer/palliative/es/

Gomes ALZ, Othero MB. Cuidados paliativos. Estudos Avançados [Internet]. 2016 [acesso em: 2019 fev 17]; 30(88):155-166. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142016000300155>.

Andrade CG, Costa SFG, Costa ICP, Santos KFO, Brito FM. Cuidados Paliativos e comunicação: estudo com profissionais da saúde do serviço de atenção domiciliar. Rev Online de Pesquisa Cuidado é Fundamental [Internet]. 2017 [acesso em: 2019 fev 17]; 9(1): 215-221. Disponível em: http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/5368/pdf_1

Oliveira, MBP, Souza NR, Bushatsky M, Dâmaso BFR, Bezerra DM, Brito JA. Atendimento domiciliar oncológico: percepção de familiares/cuidadores sobre cuidados paliativos. Esc. Anna Nery [Internet]. 2017 [acesso em: 2019 fev 17]; 21(2): 01-06. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-81452017000200202

Hercos TM, Vieira FS, Oliveira MS, Buetto LS, Shimura CMN, Sonobe HM. O Trabalho dos Profissionais de Enfermagem em Unidades de Terapia Intensiva na Assistência ao Paciente Oncológico. Rev Brasileira de Cancerologia [Internet]. 2014 [acesso em: 2019 fev 17]; 60(1): 51-58. Disponível em: https://rbc.inca.gov.br/index2.php

Rodrigues IG, Zago MMF. A morte e o morrer: maior desafio de uma equipe de cuidados paliativos. Cienc Cuid Saude [Internet]. 2012[acesso em: 2019 fev 19]; 11(supl): 031-038. Disponível: periodicos.uem.br/ojs/index.php/CiencCuidSaude/article/view/17050

Porto AR, Thofehrn MB, Pai DD, Amestoy AC, Arrieira ICO, Joner LR. Visão dos profissionais sobre seu trabalho no programa de internação domiciliar interdisciplinar oncológico: uma realidade brasileira. AVANCES EN ENFERMERÍA [Internet]. 2014 [acesso em: 2019 fev 19]; 23(1). Disponível em: https://revistas.unal.edu.co/index.php/avenferm/article/view/46065

Ayala ALM, Felicio ACR, Pachao J. Sofrimento dos profissionais que atuam no setor de oncologia em um hospital público de Joinville, SC. Rev Atenção Saúde [Internet]. 2017 [acesso em: 2019 fev 19]; 15(51): 106-117. Disponível em: http://seer.uscs.edu.br/index.php/revista_ciencias_saude/article/view/4376

Bifulco VA, Iochida LC. A formação na graduação dos profissionais de saúde e a educação para o cuidado de pacientes fora de recursos terapêuticos de cura. Rev Brasileira de Educação Médica [Internet]. 2009 [acesso em: 2019 fev 18]; 33(1): 92–100. Disponível em: http://www.repositorio.unifesp.br/bitstream/handle/11600/4909/S0100-55022009000100013.pdf?sequence=1&isAllowed=y

Duarte AC, Almeida DV, Popim RC. A morte no cotidiano da graduação: um olhar do aluno de medicina. Interface [Internet]. 2015 [acesso em:2019 fev 19]; 19(55). Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1414-32832015000401207&script=sci_abstract&tlng=pt

QUALIDEP. Projeto Whoqol-100 [Internet]. 2019 [acesso em: 2019 fev 17]. Disponível em: https://www.ufrgs.br/qualidep/qualidade-de-vida/projeto-whoqol-100

Pedroso B, Pilatti LA, Reis DR. Cálculo dos escores e estatística descritiva do WHOQOL-100 utilizando o Microsoft Excel. Rev Bra de Qualidade de Vida [Internet]. 2009 [acesso em: 2019 fev 19]; 01(01): 23-32. Disponível em:https://periodicos.utfpr.edu.br/rbqv/article/view/366

Fernandes JS, Miranzi SSC, Iwamoto HH, Tavares DMS, Santos CB. Qualidade de vida dos enfermeiros das equipes de saúde da família: a relação das variáveis sociodemográficas. Texto contexto – enferm [Internet]. 2010 [acesso em: 2019 fev 20]; 19 (3): 434-442. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-07072010000300004&lng=en&nrm=iso.

La Longuiniere ACF, Yarid SD, Silva ECS. Influência da religiosidade/espiritualidade de profissional da saúde no cuidado ao paciente crítico. Revista Cuidarte [Internet]. 2018 [acesso em: 2019 fev 17]; 9(1): 1758-66. Disponível em: https://revistacuidarte.udes.edu.co/index.php/cuidarte/article/view/413/891

AOTA. Estrutura da prática da Terapia Ocupacional: domínio & processo 3ª ed. 2014. Tradução: Cavalcanti, A, Silva e Dutra FCM; Elui VMC. Rev Ter Ocup Univ São Paulo [Internet]. 2015 [acesso em: 2019 fev 17]; 26(ed. esp.):1-49. Disponível em:http://www.revistas.usp.br/rto/article/view/97496/96423

Martinelli SA. A importância das atividades de lazer na terapia ocupacional. Cadernos de Terapia Ocupacional da UFSCar. [Internet]. 2011 [acesso em: 2019 mar 07]; 19(1): 111-118. Disponível em: http://www.cadernosdeterapiaocupacional.ufscar.br/index.php/cadernos/article/view/429/317.

Souza VS, Silva DS, Lima LV, Teston EF, Benedetti GMS, Costa MAR. Qualidade de vida dos profissionais de enfermagem atuantes em setores críticos. Revista Cuidarte [Internet]. 2018 [acesso em: 2019 fev 17]; 9(2): 2177-86. Disponível em: https://revistacuidarte.udes.edu.co/index.php/cuidarte/article/view/506/935