Clinical-epidemiological characterization of children and adolescents with congenital heart disease / Caracterização clínico-epidemiológica de crianças e adolescentes portadores de cardiopatia congênita

Main Article Content

Aline Cerqueira Santos Santana da Silva
http://orcid.org/0000-0002-8119-3945
Suzana Laura de Souza
http://orcid.org/0000-0001-8116-5584
Laura Maria de Moraes Almeida
http://orcid.org/0000-0002-8688-2328
Fernanda Garcia Bezerra Góes
http://orcid.org/0000-0003-3894-3998
Virginia Maria de Azevedo Oliveira Knupp
http://orcid.org/0000-0001-5512-2863
Michelly Cristynne Souza Bonifácio
http://orcid.org/0000-0001-7771-6507

Resumo

Objetivo: analisar características clínico-epidemiológicas de crianças portadoras de cardiopatia congênita residentes do município de Rio das Ostras referenciadas para unidades especializadas no estado do Rio de Janeiro. Método: pesquisa descritiva, transversal realizada em duas unidades hospitalares no município do Rio de Janeiro, através da técnica documental retrospectiva por meio de dados nos prontuários. A coleta ocorreu entre setembro de 2018 a fevereiro de 2019. Resultados: foram analisados 48 prontuários, com maior proporção entre os escolares (33,3%); do sexo masculino (58,3%); Em relação as cardiopatias, verificou-se com maior proporção as acianóticas (62,5%); destacando a comunicação interatrial com (14,6%); seguida da comunicação interventricular (12,5%) e coarctação da aorta (12,5%). Conclusão: a identificação dessas crianças no município de Rio das Ostras e a distribuição destas pelo território nacional são informações imprescindíveis para o planejamento e implementação de programas e políticas públicas que atendam as reais demandas deste segmento populacional.



Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
1.
da Silva ACSS, de Souza SL, Almeida LM de M, Góes FGB, Knupp VM de AO, Bonifácio MCS. Clinical-epidemiological characterization of children and adolescents with congenital heart disease / Caracterização clínico-epidemiológica de crianças e adolescentes portadores de cardiopatia congênita. R. pesq. cuid. fundam. online [Internet]. 1º de junho de 2021 [citado 18º de maio de 2022];13:717-23. Disponível em: http://seer.unirio.br/cuidadofundamental/article/view/9536
Seção
Research
Biografia do Autor

Aline Cerqueira Santos Santana da Silva, Universidade Federal Fluminense

Enfermeira pediátrica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Doutora e mestre em Enfermagem pela UFRJ. Professora Adjunta pela Universidade Federal Fluminense (UFF).  Pesquisadora do Grupo de Pesquisa Estudos sobre Vivências e Integralidade dedicas à Enfermagem, Criança, Infância, Adolescentes e Recém-nascidos (EVIDENCIAR) / UFF. Rio das Ostras, RJ, Brasil.

Suzana Laura de Souza, Universidade Federal Fluminense

Enfermeira graduada pela Universidade Federal Fluminense. Pesquisadora do Grupo de Pesquisa Estudos sobre Vivências e Integralidade dedicas à Enfermagem, Criança, Infância, Adolescentes e Recém-nascidos (EVIDENCIAR) / UFF. Rio das Ostras, RJ, Brasil.

Laura Maria de Moraes Almeida, Universidade Federal Fluminense

Acadêmica do Curso de Graduação em Enfermagem da Universidade Federal Fluminense

Fernanda Garcia Bezerra Góes, Universidade Federal Fluminense

Enfermeira. Doutorado em enfermagem pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Professora Adjunta da Universidade Federal Fluminense do Campus Universitário de Rio das Ostras. Rio das Ostras- RJ-Brasil 

Virginia Maria de Azevedo Oliveira Knupp, Universidade Federal Fluminense

Enfermeira. Doutorado em ciências da saúde pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Professora Adjunta da Universidade Federal Fluminense do Campus Universitário de Rio das Ostras. Rio das Ostras- RJ-Brasil 

Michelly Cristynne Souza Bonifácio, Universudade Federal Fluminense

Acadêmica do Curso de Graduação em Enfermagem da Universidade Federal Fluminense do Campus de Rio das Ostras. Rio das Ostras- RJ- Brasil

Plum Analytics

Referências

Ministério da Saúde (Brasil). Portaria nº. 1.727, de 11 de julho de 2017. Aprova o Plano Nacional de Assistência à Criança com Cardiopatia Congênita. Diário Oficial da União 11 jul 2017.

Lima TG, Silva MA, Siqueira SMC. Diagnósticos e cuidados de enfermagem ao neonato com cardiopatia congênita. Rev. Soc. Cardiol. [Internet]. 2018 [acesso em 20 de fevereiro 2020]; 28(1). Disponível em: http://dx.doi.org/10.29381/0103-8559/20182801101-9.

Oliveira IC, Oliveira AF, Costa PHA, Castro JGD, Paula RG. Perfil epidemiológico de pacientes com cardiopatias congenitas em um hospital de Palmas. Rev. Pat. Tocantins. [Internet]. 2015 [acesso em 20 de fevereiro 2020]; 2(3). Disponível em: https://sistemas.uft.edu.br/periodicos/index.php/patologia/article/view/1559/8287.

American Heart Association (AHA). The impact of congenital heart defect. [Internet]. 2020 [cited 2020 Feb 20]. Available from: https://www.heart.org/en/health-topics/congenital-heart-defects/the-impact-of-congenital-heart-defects#:~:text=Severe%20heart%20disorders%20generally%20become,during%20a%20routine%20medical%20checkup.

Governo do Brasil. SUS amplia atendimento a bebês com cardiopatia congênita. [Internet]. 2019 [acesso em 12 de dezembro 2019]. Disponível em: http://www.brasil.gov.br/saude/2017/07/sus-amplia-atendimento-a-bebes-com-cardiopatia-congenita.

Mattos SS, Regis CT, Mourato FA, Hatem TP, Freitas CPG, Gomes RGS, et al. Busca ativa por cardiopatias congênitas é factível? Experiência em oito cidades brasileiras. Int. j. cardiovasc. sci. [Internet]. 2015 [acesso em 20 de fevereiro 2020]; 28(2). Disponível em: http://dx.doi.org/10.5935/2359-4802.20150021.

Cappellesso VR, Aldailce AP. Cardiopatias congênitas em crianças e adolescentes: caracterização clínico epidemiológica em um hospital infantil de Manaus-AM. Mundo saúde. [Internet]. 2017 [acesso em 20 de fevereiro 2020]; 41(2). Disponível em: http://dx.doi.org/10.15343/0104-7809.20174102144153.

Junior VCP, Branco KMPC, Cavalcante RC, Junior WCJ, Lima JRC, Freitas SM, et al. Epidemiology of congenital heart disease in Brazil. Rev. bras. cir. cardiovasc. [Internet]. 2015 [cited 2020 Feb 20]; 30(2). Available from: https://doi.org/10.5935/1678-9741.20150018.

Van der Linde D, Konings EE, Slager MA, Witsenburg M, Helbing WA, Takkenberg JJ, et al. Birth prevalence of congenital heart disease worldwide: a systematic review and meta-analysis. J. Am. Coll. Cardiol. [Internet]. 2011 [cited 2020 Feb 20]; 58(21). Available from: https://doi.org/10.1016/j.jacc.2011.08.025.

Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (Brasil). Sistema de informações de mortalidade: estatísticas vitais. [Internet]. 2019 [acesso em 17 dezembro 2019]. Disponível em: http://www2.datasus.gov.br/DATASUS/index.php?area=0205.

Ministério da Saúde (Brasil). Síntese de evidências para políticas de saúde: diagnóstico precoce de cardiopatias congênitas. [Internet]. 2017 [acesso em 20 de fevereiro 2020]. Disponível em: http://brasil.evipnet.org/diagnostico-precoce-de-cardiopatias-congenitas-e-tema-de-nova-sintese-de-evidencias/.

Conselho Nacional de Saúde (Brasil). Resolução nº 466, de 12 de dezembro de 2012. Aprova normas regulamentadoras de pesquisas envolvendo seres humanos. Diário Oficial da União 12 jun 2013; Seção 1.

Pinto CP, Westphal F, Abrahão AR. Fatores de riscos materno associados à cardiopatia congênita. J. Health Sci. Inst. [Internet]. 2018 [acesso em 20 de fevereiro 2020]; 36(1). Disponível em: https://www.unip.br/presencial/comunicacao/publicacoes/ics/edicoes/2018/01_jan-mar/V36_n1_2018_p34a38.pdf.

Silva MP. Aguiar LRS, Cunha KJB. Prevalence and defining features of neonates with congenital heart disease. Rev. enferm. UFPE on line. [Internet]. 2015 [cited 2020 Feb 20]; 9(7). Available from: https://pdfs.semanticscholar.org/19f7/135f6810be9f73ca4dfb23961a43a01b1294.pdf.

Belo WA, Oselame GB, Neves EB. Perfil clínico-hospitalar de crianças com cardiopatia congênita. Cad. saúde colet. [Internet]. 2016 [acesso em 20 de fevereiro 2020]; 24(2). Disponível em: https://doi.org/10.1590/1414-462X201600020258.

Lopes SAVA, Guimarães ICB, Costa SFO, Acosta AX, Sandes KA, Mendes CMC. Mortalidade para cardiopatias congênitas e fatores de risco associados em recém-nascidos: um estudo de coorte. Arq. bras. cardiol. [Internet]. 2018 [acesso em 20 de fevereiro 2020]; 111(5). Disponível em: http://www.dx.doi.org/10.5935/abc.20180175.

Meneses CG, Mota CA, Ojeda GG, Camacho MCL, Barbeito NB. Characterization the pediatric patients with diagnostic of illnesses congenital valvulares. Rev. cuba. pediatr. [Internet]. 2019 [cited 2020 Feb 20]; 91(1). Available from: https://www.medigraphic.com/cgi-bin/new/resumenI.cgi?IDARTICULO=86013.

Doná TCK, Lawin B, Maturana CS, Felcar JM. Características e prevalência de cardiopatias congênitas em crianças com Síndrome de Down submetidas à cirurgia cardíaca em um hospital na Região Norte do Paraná. Rev. Equilíbrio Corpo e Saúde. [Internet]. 2015 [acesso em 20 de fevereiro 2020]; 7(1). Disponível em: https://doi.org/10.17921/2176-9524.2015v7n1p%25p.

Medina Martin AR, Pérez Piñero MA, Rodríguez Borrego BJ, Alonso Clavo M, Ramos Ramos L, et al. Comportamiento clínico epidemiológico de las cardiopatías congénitas en el primer año de vida. Gac. méd. Espirit. [Internet]. 2014 [acesso em 9 de abril 2020]; 16(2). Disponível em: http://scielo.sld.cu/pdf/gme/v16n2/gme05214.pdf.

Changlani TD, Jose A, Sudhakar A, Rojal R, Kunjikutty R, Vaidyanathan B. Outcomes of infants with prenatally diagnosed congenital heart disease delivered in a tertiary-care pediatric cardiac facility. Indian j. pediatr. [Internet]. 2015 [cited 2020 Feb 20]; 52(10). Available from: http://dx.doi.org/10.1007/s13312-015-0731-x.

Ministério da Saúde (Brasil). Governo Federal lança plano para ampliar atendimento de crianças com cardiopatia congênita. [Internet]. 2017 [acesso em 20 de fevereiro 2020]. Disponível em: http://portalarquivos.saude.gov.br/images/pdf/2017/julho/11/21.06_Cardiopatia%20Congenita%20pediatrica.pdf.

Silva PLN, Rocha RG, Ferreira TN. Perfil do óbito precoce decorrente do diagnóstico de cardiopatia congênita de um hospital universitário. Rev. enferm. Cent.-Oeste Min. [Internet]. 2013 [acesso em 20 de fevereiro 2020]; 3(3). Disponível em: http://dx.doi.org/10.19175/recom.v0i0.409.

Cullen BPJ, Guzmán CB. Tamiz de cardiopatías congénitas críticas: recomendaciones actuales. Acta méd. Grupo Angeles. [Internet]. 2014 [acesso em 20 de fevereiro 2020]; 12(1). Disponível em: https://www.medigraphic.com/cgi-bin/new/resumen.cgi?IDARTICULO=48246.

Freud L, McElhinney DB, Marshall AC, Marx GR, Friedman KG, Del Nido PJ, et al. Fetal aortic valvuloplasty for evolving hypoplastic left heart syndrome: postnatal outcomes of the first 100 patients. Circul. control. [Internet]. 2014 [cited 2020 Feb 20]; 130(8). Available from em: http://dx.doi.org/10.1161/CIRCULATIONAHA.114.009032.

Figueras-Coll M, Martí-Aguasca G, Pérez-Hoyos S, Casaldàliga-Ferrer J. Pediatric balloon aortic valvuloplasty. Long-term prognostic factors. Rev. colomb. cardiol. [Internet]. 2015 [cited 2020 Feb 20]; 22(2). Available from: http://dx.doi.org/10.1016/j.rccar.2015.02.004.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

<< < 1 2