QUE MAUS COSTUMES REINAM NA MACEDÔNIA: ALEXANDRE COMO MODELO E ANTIMODELO NA BIOGRAFIA PLUTARQUIANA

Autores

  • Lucas Ferreira da Silva Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - Unirio

Palavras-chave:

Plutarco, Alexandre, Mundo Helenístico, biografia antiga, retórica

Resumo

Pretendemos aqui uma análise retórica das anedotas presentes na biografia de Alexandre da Macedônia escrita por Plutarco de Queroneia. Acreditamos que, através destas anedotas, o biógrafo faz ao seu leitor o pedido de que desenvolva sua moral ao seguir, ou não, os exemplos dados pelas atitudes do biografado. Em nossa análise, recorremos principalmente às ideias de Joaquim Pinheiro (2008) e Chaim Perelman (1987) para uma compreensão dos modelos retóricos que Plutarco utiliza.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lucas Ferreira da Silva, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - Unirio

Graduando em História pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO. Foi bolsista de Incentivo Acadêmico pela mesma instituição, realizando atividades de pesquisa no Laboratório de Estudos sobre o Império Romano, vinculado ao Núcleo de Estudos e Referências da Antiguidade e do Medievo - NERO-LEIR (2015-2017). Também foi bolsista de iniciação científica voluntário no NERO-LEIR (2018-2019). Foi bolsista-monitor das disciplinas de Antiguidade Clássica e Antiguidade Oriental pela UNIRIO (2019). Atua em pesquisa sobre os temas Mundo Helenístico e biografias plutarquianas.

Downloads

Publicado

2021-02-16

Como Citar

Ferreira da Silva, L. (2021). QUE MAUS COSTUMES REINAM NA MACEDÔNIA: ALEXANDRE COMO MODELO E ANTIMODELO NA BIOGRAFIA PLUTARQUIANA. Humanidades Em Revista, 2(2), 15. Recuperado de http://seer.unirio.br/hr/article/view/10577