o KINTSUGI - 100 MEMÓRIAS

REFLEXÕES SOBRE UMA ATUAÇÃO CONTEMPORÂNEA

Autores

  • Jônata Gonçalves da Silva Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC)
  • Luciellem dos Santos UDESC
  • Marlon Almeida Spilhere UDESC

Palavras-chave:

Afetos, Atuação contemporânea, Intimidade, Teatro de grupo, Treinamento de atores

Resumo

O presente artigo visa a elaborar um pensamento analítico sobre o espetáculo Kintsugi - 100 memórias do Lume Teatro, da cidade de Barão Geraldo (SP), e refletir sobre a atuação a partir do conceito de contemporâneo proposto por Giorgio Agamben. São abordados uma visão de teatro de grupo pautada nas singularidades dos corpos que compõem o coletivo; o mapeamento das transformações do treinamento de atores do grupo em questão; e a intimidade como forma de possibilitar a cumplicidade entre atores e espectadores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jônata Gonçalves da Silva, Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC)

Mestre em Teatro e aluno do curso de Doutorado em Teatro no Programa de Pós-graduação em Teatro da UDESC. Pesquisa atual: Mapas do Teatro Físico: Um recorte da produção teatral catarinense. E-mail: jonatagoncalvess@gmail.com.

Luciellem dos Santos, UDESC

Graduada em licenciatura em Educação Física e aluna do curso de Mestrado em Teatro no Programa de Pós-graduação em Teatro da UDESC. Pesquisa atual: Nise da Silveira e a atuação contemporânea: Reflexões sobre os inumeráveis estados do ser e a atuação por estados

Marlon Almeida Spilhere, UDESC

Graduado em licenciatura e bacharelado em Teatro e aluno do curso de Mestrado em Teatro no Programa de Pós-graduação em Teatro da UDESC. Pesquisa atual: Cyberpunk Burlesque: O artista vivendo em uma distopia.

Publicado

2021-08-17

Como Citar

Gonçalves da Silva, J., dos Santos, L. ., & Almeida Spilhere, M. (2021). o KINTSUGI - 100 MEMÓRIAS: REFLEXÕES SOBRE UMA ATUAÇÃO CONTEMPORÂNEA . Humanidades Em Revista, 3(1), 27–39. Recuperado de http://seer.unirio.br/hr/article/view/11194