TRATAMENTO COM FOTOTERAPIA: A VIVÊNCIA DAS MÃES

Main Article Content

Bruna Moretti Luchesi
Maria Isabel Ruiz Beretta
Giselle Dupas

Resumo

OBJETIVO: verificar a percepção das mães e que informações elas recebem em relação ao tratamento fototerápico realizado com seus filhos.
MÉTODOS: Baseado nos pressupostos quanti-qualitativos de investigação, o trabalho realizou-se em uma Maternidade do interior paulista seguindo os cuidados éticos. Os bebês ictéricos que estavam em fototerapia (n=26) tiveram perfil traçado e prontuários analisados. Suas mães foram caracterizadas e entrevistadas e as entrevistas gravadas e transcritas.
RESULTADOS: A maioria considerou o tratamento ruim ou desconhecia o tratamento fototerápico realizado com seus bebês, mas acabavam aceitando-o. As mães receberam informações relacionadas ao tratamento, mas estas não foram homogêneas para todas as mães.
CONCLUSÃO: Detectou-se a necessidade de informar as mães sobre a doença e o tratamento e padronizar as informações oferecidas às mesmas.
DESCRITORES: enfermagem neonatal, icterícia neonatal, fototerapia, recém-nascido

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
1.
Luchesi BM, Beretta MIR, Dupas G. TRATAMENTO COM FOTOTERAPIA: A VIVÊNCIA DAS MÃES. R. pesq. cuid. fundam. online [Internet]. 21º de outubro de 2009 [citado 4º de dezembro de 2022];1(2). Disponível em: http://seer.unirio.br/cuidadofundamental/article/view/331
Seção
Research
Biografia do Autor

Bruna Moretti Luchesi, Universidade Federal de São Carlos

Enfermeira, aluna do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da UFSCar.

Maria Isabel Ruiz Beretta, Universidade Federal de São Carlos

Professora associada do Departamento de Enfermagem da Universidade Federal de São Carlos.

Giselle Dupas, Universidade Federal de São Carlos

Professora associada do Departamento de Enfermagem da Universidade Federal de São Carlos.

Plum Analytics

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)