Prevalência e Perfil de mulheres grávidas que sofreram violência física Prevalence and profile of pregnant women who suffered physical violence

Siellen Mayane Almeida Barreto Santos, Zulmerinda Meira Oliveira, Raildo da Silva Coqueiro, Vanessa Cruz Santos, Karla Ferraz dos Anjos, Cezar Augusto Casotti

Resumo


Objetivo: identificar a prevalência e o perfil de mulheres grávidas vítimas de violência física. Métodos: estudo epidemiológico, descritivo, do tipo seccional, realizado com 105 gestantes acompanhadas em quatro Unidades de Saúde da Família do município de Jequié/BA. A coleta de dados ocorreu por meio dos questionários de Abuse Assessment Screen (AAS), Tolerance, Annoyed, Cut down e Eyeopener (T-ACE) e sociodemográfico, sendo analisados no programa SPSS 15.0. Resultados: a prevalência de mulheres grávidas que sofreram violência física foi de 2,9%. Essas tinham de 21 a 26 anos de idade, cor de pele não branca e sofreram agressões na cabeça, membro superior e troco; a maioria vivia com companheiro que usava álcool. Conclusão: a prevalência e perfil das gestantes vitimas de violência poderá contribuir para implantação/implementação de ações de promoção à saúde da mulher, assim como prevenção e intervenção desse tipo de violência, o que contribuirá ao menos para reduzir esse problema. Descritores: Atenção Primaria à Saúde; mulheres grávidas; saúde da mulher; violência. 


Palavras-chave


Atenção Primaria à Saúde; mulheres grávidas; saúde da mulher; violência.

Texto completo:

PDF-EN PDF-PT


DOI: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.2017.v9i2.401-407 

Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2019 Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

 
 
 
 
 
SCImago Institutions Rankings

 

  

 

Novas regras para submissão de artigos na RPCFO a partir de 01/07/2018. Clique aqui.