Utilização da metodologia "Grounded Theory" na identificação de informações para compor um plano de dados abertos de instituições federais de ensino superior

Daniel Fernando Carossi, Juliane Maria Pedan, José Gilson de Almeida Teixeira Filho

Resumo


“Dados Abertos” referem-se a um conceito criado para disponibilizar informações de forma livre na internet, e, no âmbito governamental, busca fomentar a transparência e a inovação na gestão pública. Tendo em vista a importância do tema, dos recentes instrumentos normativos publicados no Brasil regendo o assunto e a necessidade de disponibilizar dados relevantes, o presente artigo teve como objetivo realizar uma investigação em busca dos temas mais demandados pela sociedade registrados no Sistema Eletrônico do Serviço de Informações ao Cidadão. Utilizando-se da metodologia Grounded Theory para levantamento e análise das solicitações, a pesquisa utilizou dados associados a 104 Instituições Federais de Ensino Superior, dos quais foram identificadas 20 categorias com 144 Temas Associados que indicam um conjunto de dados prioritários demandados pela sociedade.

Palavras-chave


Dados Abertos, Transparência, e-SIG, Grounded Theory, Plano de Dados Abertos.

Texto completo:

PDF

Referências


Bandeira, R., Cunha, C. J. C. A. (2003) Operacionalizando o método da Grounded Theory nas pesquisas em estratégia: técnicas e procedimentos de análise com apoio do software Atlas/ti. Encontro de Estudos em Estratégia, v. 1.

Brasil. (2011) Lei n. 12.527, de 18 de novembro de 2011. Regula o acesso a informações. Dispõe sobre os procedimentos a serem observados pela União, Estados, Distrito Federal e Municípios, com o fim de garantir o acesso a informações.

Cetic. (2013) Pesquisa sobre o uso das Tecnologias de Informação e Comunicação - TIC Governo Eletrônico. Disponível em: .

Conte, T. and Cabral, R. and Travassos, G. (2009) Aplicando Grounded Theory na Análise Qualitativa de um Estudo de Observação em Engenharia de Software–Um Relato de Experiência. In: V Workshop "Um Olhar Sociotécnico sobre a Engenharia de Software" (WOSES 2009). p. 26-37.

Creswell, J. W. (2010). Projeto de pesquisa métodos qualitativo, quantitativo e misto. In: Projeto de pesquisa métodos qualitativo, quantitativo e misto. Artmed.

Chignard, S. (2013) A Brief Story of Open Data. Paris Tech Review. Disponível em: .

Diniz, V. (2010) Como conseguir dados governamentais abertos. In: Congresso Consad De Gestão Pública III. Brasília. Disponível em: .

Eaves, D. (2009) The three laws of open government data. Eaves. ca, v. 30. Disponível em: .

Farias, F. and Cordeiro, M. (2000) Planejamento da pesquisa científica. Editora Atlas SA.

Gil, A. C. (2008) Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas.

Isotani, S. and Bittencourt, I. (2015) Dados Abertos Conectados. São Paulo: Novatec, 175 p.

Michener, G., Moncau, L. F. M., Velasco, R. (2014) Estado Brasileiro e Transparência: Avaliando a aplicação da Lei de Acesso à Informação. Seminário de Avaliação Nacional de Transparência Governamental, v. 1, p. 14.

Definition, O. (2015) The Open Definition; Disponível em: .

OGP. (2011). OGP. Disponível em: .

Pedroso, L., Tanaka, A., Cappelli, C. (2013) A Lei de Acesso à Informação brasileira e os desafios tecnológicos dos dados abertos governamentais. IX Simpósio Brasileiro de Sistemas de Informação.

Strauss, A. and Corbin, J. (2008) Basics of Qualitative Research: Techniques and

Procedures for Developing Grounded Theory. Thounsand Oaks: Sage Publications.

Strauss, A. and Corbin, J. (1998) Pesquisa qualitativa: técnicas e procedimentos para o desenvolvimento de teoria fundamentada. Artmed.


Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM


iSys - Revista Brasileira de Sistemas de Informação - CESI/SBC
ISSN Eletrônico: 1984-2902