ENTRE DORES: JUDITH E FLORBELA

Eliana Luiza dos Santos Barros

Resumo


Em Portugal, século XX, Judith Teixeira e Florbela Espanca foram contemporâneas e ambas tentaram romper com as amarras impostas pela sociedade daquela época, ressignificando o lugar da mulher e apresentando um saber sobre a dor. Ao debruçar sobre a escrita das poetisas percebe-se que o sofrimento atravessa suas produções poéticas, guardando as devidas diferenças. Neste trabalho pretende-se tecer algumas considerações em torno da dor, buscando uma articulação da psicanálise com a literatura a partir de fragmentos da vida e obra das escritoras.

Palavras-chave: Judith Teixeira. Florbela Espanca. Dor. Psicanálise. Literatura.


Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2018 Psicanálise & Barroco em Revista