A PSICANÁLISE DE FREUD E A PSICANÁLISE DE HOJE: AS VICISSITUDES DO FEMININO NA ERA DOS EXTREMOS

Gabriel Pavani Brandino, Thassia Souza Emidio, Barbara Sinibaldi

Resumo


A presente pesquisa se propõe a fazer uma análise comparativa da questão do feminino no campo da psicanálise entre as formulações de Freud a respeito da feminilidade e as reflexões trazidas por psicanalistas inseridos no contexto atual da sociedade. Trata-se de uma pesquisa qualitativa pensando na questão do feminino nas teorizações freudianas e atuais e verificando dentro da bibliografia quais mudanças ocorreram na concepção da mulher dentro desta ciência, atrelando estas mudanças às transformações ocorridas na sociedade. Propõe-se realizar uma reflexão, não apenas o levantamento bibliográfico, mas também um exercício de pensamento trazendo um diálogo entre as obras de Freud, as teorizações atuais e a sociedade enquanto instrumento subjetivador para que as transformações no campo psicanalítico se concretizem.
PALAVRAS-CHAVE: Psicanálise. Feminino. Freud. Século XX. Sociedade.


Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2018 Psicanálise & Barroco em Revista