A MÚSICA NA CLÍNICA DA INFÂNCIA: BORDEJAMENTO DA VOZ

Letícia Maria Soares Ferreira, João Luiz Leitão Paravidini

Resumo


A essencialidade da musicalidade da voz na constituição do sujeito é tomada neste trabalho como ponto central. O modo como o sujeito lida com a voz, no encontro que faz com o Outro, determina seu funcionamento e sua estrutura psíquica. A amarração entre real e simbólico conta com elementos musicais. Esse artigo procura abordar a tomada do que há de fundamental na música como ferramenta de trabalho na clínica da infância, em que a constituição ainda se vê em processo, podendo elencar sua potencialidade denunciativa, mediadora e transformadora.

Palavras-Chave: Voz, Música e Clínica.


Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2019 Psicanálise & Barroco em Revista