JUST YOUR VOICE – A VOZ COMO MEDIADOR PRIVILEGIADO NA CLÍNICA COM BEBÊS EM RISCO PARA AUTISMO E NA CLÍNICA COM CRIANÇAS AUTISTAS

Inês Catão

Resumo


A partir da noção psicanalítica de voz, da hipótese de que ela é o primeiro objeto em torno do qual se organiza o laço da criança com o Outro, e da hipótese de que a clínica do autismo testemunha uma dificuldade específica na constituição do circuito da pulsão invocante e do objeto voz, este artigo trata do manejo desta pulsão e da voz como mediadores privilegiados na clínica com bebês em risco para autismo e na clínica com crianças autistas.
PALAVRAS-CHAVE: psicanálise, bebês, autismo, voz, pulsão invocante.


Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2019 Psicanálise & Barroco em Revista