BLIRIUM: MÚSICA E CLARÃO

Débora da Fonseca Seger, Edson Luiz André de Sousa

Resumo


A partir da peça Blirium, do compositor brasileiro Gilberto Mendes e, em especial de sua forma Blirium C-9, buscamos explorar, no presente artigo, alguns pontos de articulação entre o uso da indeterminação na música erudita experimental, a concepção de utopia tal qual elaborada pelo filósofo Ernst Bloch e o conceito psicanalítico de objeto a.
PALAVRAS-CHAVE: música, indeterminação, utopia, psicanálise, objeto a.


Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2019 Psicanálise & Barroco em Revista