UBUNTU: ESTENDENDO A REFLEXÃO SOBRE A ETNODIVERSIDADE

Edna Raquel Hogemann, Flora Strozenberg, Luiz Otávio Ferreira Barreto Leite, Matheus Novais

Resumo


Propõe um estudo das conexões principais entre o conceito africano de ubuntu – palavra que vem das línguas dos povos Bantus; na África do Sul nas línguas Zulu e Xhosa – e um modelo mais includente de democracia. Procura aprofundar a compreensão do respeito à etnodiversidade como base de uma democracia ampliada. Identifica procedimentos da hermenêutica diatópica, entendida por Boaventura de Sousa Santos como forma fundamental de realizar a tradução entre saberes – notadamente aqueles produzidos em “regiões” do Norte e do Sul - e proposta por Raimon Panikkar como metodologia de diálogo intercultural.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2015 RAÍZES E RUMOS