RELATO DE EXPERIÊNCIA: EDUCAÇÃO INFORMAL E A TRANSDISCIPLINARIDADE NA FORMAÇÃO SOCIOPROFISSIONAL DE MULHERES DO CAMPO

Thiago Fernandes, Carlo Ralph de Musis, Marfa Magali Roehrs, Edward Bertholine de Castro, Elias Antônio Morgan, Marcos Antônio da Silva Junior, Valdemir Lino do Nascimento, Thaiany Fernandes

Resumo


Como efeito multiplicador, objetivou relatar a contribuição informal da extensão universitária na formação continuada para mulheres em políticas e empreendedorismo, para atuação específica junto á comunidade feminina que trabalha e vive no/do campo. Através de ações transdisciplinares, intencionou-se desmembrar toda a cadeia produtiva de plantas medicinais e aromáticas, ensinando-as a potencializar esse recurso em forma econômica, assim, modificando os padrões sexistas, perpetuadores das desigualdades de poder entre homens e mulheres e da violência de gênero. As mulheres que formam o grupo de trabalho são das agrovilas dos municípios de Barra do Bugres e Tangará da Serra – pertencentes ao assentamento Antônio Conselheiro. As metodologias utilizadas para disseminar os conhecimentos foram o exercício da educação não formal, oportunizada pela prática da extensão universitária. Assim, obteve-se resultados como o aumento na participação do gênero feminino em movimentos sociais, como a marcha das margaridas e o despertar do senso crítico e comum para acesso ás políticas públicas de empoderamento feminino e solidário.
Palavras-chave: Educação; Inclusão de Gênero; Ruralidade.


Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2016 RAÍZES E RUMOS