Intertextualidade e Pós-Modernismo: um memorial composicional

Marco Antônio Ramos Feitosa

Resumo


Neste artigo, são apresentados os processos composicionais empreendidos na realização de II. Procissão, segundo movimento da obra O sertão de ser tão só, de nossa autoria, para conjunto de câmara. Também são discutidos alguns dos aspectos estéticos e poiéticos da obra, a partir de referencial teórico que trata dos conceitos de intertextualidade e pós-modernismo relacionados à música.

Texto completo:

PDF