Guitarra Baiana: Uma Proposta Metodológica para o Ensino Instrumental

Alexandre Siles Vargas

Resumo


Este artigo representa uma síntese da dissertação de mestrado em Música na subárea Educação Musical, realizado no PPGMUS da Escola de Música da Universidade Federal da Bahia. Ele tem o objetivo geral de apresentar a dissertação; quanto aos objetivos específicos são: 1) expor a fundamentação teórica, 2) apresentar a trilha metodológica, 3) demonstrar os resultados alcançados (fatos sobre a história do Carnaval da Bahia e da Guitarra Baiana, a Análise dos Métodos, A Proposta Metodológica), e, por fim as Considerações. Ele justifica-se pelo fato da Guitarra Baiana ser o símbolo do Carnaval baiano, e, apesar da sua originalidade, ter caído em desuso. Atualmente, não é recorrente seu ensino nas instituições formais, criando assim uma lacuna cultural na formação dos estudantes baianos; além disso, a tradição do ensino oral mantem os guitarristas de Guitarra Baiana afastados da aprendizagem teórica musical. Neste sentido, a partir da abordagem qualitativa dos dados, com finalidade exploratória, por meio da pesquisa bibliográfica e documental, foi respondido o seguinte problema de pesquisa: Como construir uma metodologia para o ensino da teoria, leitura e escrita musical com a Guitarra Baiana? Nosso pressuposto teórico refere-se à construção de uma metodologia para o ensino da teoria, leitura e escrita musical com Guitarra Baiana a ser fundamentada nos métodos de bandolim e de guitarra tradicional, em diálogo com os saberes provenientes da oralidade. Desta forma, os autores Jean Piaget, Fritz Klubi, Lucy Green, Keith Swanwick fundamentaram a referida dissertação. Ao final, foi apresentado o método instrumental de nome “A Arte de Tocar Guitarra Baiana – ATGB”.

Texto completo:

PDF