Interações sociais e o Ensino Musical: relação professor/aluno na aula particular de violino

Antonio Chagas Neto

Resumo


Quando há copresença de indivíduos em um ambiente, o processo de interação2 é algo inevitável, agindo assim diretamente na situação. Através deste olhar, podemos refletir sobre diversos elementos que circundam o ambiente musical em suas diversas situações. Como será que estas interações agem/interferem nestes meios? Nesta perspectiva, este artigo apresentará reflexões atreladas ao processo educativo-musical, mais especificamente, na relação entre professor e aluno durante o aprendizado musical. Busca-se aqui, sensibilizar o olhar para fatores que agem durante o processo de ensino/aprendizagem musical que muitas vezes passam despercebidas em uma análise mais ampla. Para isto, serão apresentadas algumas pesquisas que abordam as interações e a relação entre indivíduos em diferentes estâncias no meio musical, principalmente as vinculadas à relação entre professor e aluno. Em seguida, será apresentado um quadro teórico pertinente a esta discussão, apresentando autores que se debruçam sobre aspectos sociológicos, provenientes de teorias e correntes da vida cotidiana, interacionistas e microssociológicas. Dando continuidade a essa discussão, serão apresentados dados de uma pesquisa piloto realizada no ano de 2015 que objetivou compreender as interações ocorridas entre professora e aluno durante uma aula particular de violino. Este estudo é parte de uma pesquisa de doutorado ainda em andamento que pretende compreender as interações empiricamente observáveis na aula de música. Assim, será também apresentado algumas reflexões sobre a pesquisa oficial, sua metodologia e seus possíveis desdobramentos.

Texto completo:

PDF