O Tango Brasileiro (1897-1915), de Meneleu Campos: redirecionamento estético e flexibilidade frente aos desafios profissionais

Mário Alexandre Dantas Barbosa

Resumo


O presente artigo aborda o Tango Brasileiro Duque-Gaby, de Meneleu Campos (1872 – 1927), como obra representativa no âmbito das investigações ligadas às opções estéticas feitas por este compositor paraense na fase dos estudos no exterior (Milão, 1891 – 1900) bem como das particularidades da sua trajetória profissional e do enfrentamento dos desafios profissionais, conforme demonstram as fontes primárias em termos de rearranjamento da obra pelo próprio compositor e disseminação da mesma através de performance e publicação em fase posterior de sua carreira (Paris, 1913, Lisboa, 1914/5, Belém). A metodologia empregada incluiu o confronto de todas as fontes disponíveis da referida peça, que por seu turno apresenta versões para diferentes formações instrumentais (banda, orquestra, sexteto de cordas com piano e piano solo), a análise dos aspectos musicais com fins a avaliação do tratamento dado pelo compositor em confronto com as convenções do gênero tango, bem como a reflexão baseado em bibliografia especializada sobre tendências estéticas presentes no período em que a obra teve sua gênese (DAHLHAUS, 1990; LOCKE, 2011; VERZONI, 1996). Também foi posto em perspectiva a questão apontada por Volpe (1994/95) quanto à importância dos estudos no exterior e da escolha dos centros europeus de formação musical para a definição estilística dos compositores brasileiros. A experiência com o exotismo musical na classe de composição de Vincenzo Ferroni, a singularidade do Tango Brasileiro Duque-Gaby no contexto da produção global de seu compositor bem como comparada com a produção brasileiro no mesmo gênero, e a ratificação da prontidão / habilidade de Meneleu Campos de remodelar a peça em função de aproveitar as oportunidades do contexto em que atuou profissionalmente em um de seus retornos posteriores à Europa estão entre os resultados deste estudo.

Texto completo:

PDF