La evoluación de los musicogramas de J.Wuytack mediante desarrollo en recursos TIC

Miguel Clemente Rubio

Resumo


Na área de educação muito tem-se discutido sobre a utilização de novas tecnologias na sala de aula com a finalidade de facilitar o processo de ensino-apredizagem, bem como fomentar a criatividade, atenção e interesse dos alunos. O presente artigo faz parte de uma pesquisa em desenvolvimento a qual propõe a utilização de recursos sonoro-visuais como apoio para a percepção, criação e execução musical. Partindo dos musicogramas do pedagogo musical belga J. Wuytack (WUYTACK e BOAL–PALHEIROS, 2009) e de sua proposta de escuta ativa e baseando-se também nos conteúdos musicais de elementos básicos do som, expressão e forma do pedagogo musical inglês K.Swanwick (SWANWINCK, 2003), serão desenvolvidos os musicovigramas termo criado com apoio de lousa digital e materiais das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC). O musicograma é um registro gráfico, desenhado mediante símbolos ou imagens. O mesmo acontece com a música, já que a partitura é uma representação simbólica para a interpretação dos músicos. A partitura propriamente dita pode ser um elemento de difícil reconhecimento para os ouvintes de música e pessoas com pouco conhecimento musical, portanto o musicograma visa ser um recurso didático a fim de facilitar o processo de compreensão de percepção musical, através da escuta ativa (WUYTACK e BOAL–PALHEIROS, 2009). O artigo pretende oferecer um baseamento teórico dos musicogramas do Wuytack e sua estrutura básica para eles serem elaborados mediante recursos TIC a fim de conhecer estes recursos e a capacidade dos mesmos de ser um material alternativo, se tornando um recurso de percepção musical na aprendizagem.

Texto completo:

PDF