O musical Godó, o bobo alegre de Francisco Mignone com libreto de Pedro Bloch: um estudo sobre dinâmica de ensaio de coro infantil aplicada à obra

Alice Nascimento

Resumo


O presente trabalho se propõe a investigar diferentes dinâmicas de ensaio de coro infantil sob o ponto de vista da performance musical. Este tema será aqui discutido de forma sucinta por se tratar de um artigo resultante de uma dissertação de mestrado. A obra escolhida foi o musical Godó, o bobo alegre de Francisco Mignone com libreto de Pedro Bloch. O fator decisivo para a escolha deste musical se deu pelo destaque dado ao coro infantil na trama. Para tanto, por se tratar de uma obra extensa, decidiu-se optar pela segunda peça do musical, por esta melhor representar o papel do coro na referida obra. Como ferramenta importante na preparação de dinâmica de ensaio de coro infantil, esta pesquisa apresenta um breve relato sobre musical no Brasil e o contexto histórico da década em que a obra foi escrita. Este trabalho traz as diferentes abordagens e opiniões de preparação de coro, através de diversos regentes de canto coral brasileiros e estrangeiros, tais como Samuel Kerr, Henry Leck e Gisele Cruz, entre outros. Visando refletir sobre as possíveis abordagens dos primeiros ensaios de uma peça, será levantada uma serie de questões acerca do papel do regente e do planejamento do ensaio sem abrir mão de um processo de construção coletiva, ou seja, o regente construindo a performance juntamente com os coristas. Considerando que se pretende sugerir um formato que privilegie as características específicas de um coro infantil, a sensibilidade do regente também é observada, principalmente em relação à sensibilidade de cada corista, para que sua musicalidade seja desenvolvida e o estimule a desempenhar seu papel de forma criativa e espontânea.

Texto completo:

PDF