Miniaturas n. 3 de Guerra-Peixe: breve análise

Marisa Milan Candido

Resumo


Este trabalho tem como objetivo estudar quais vertentes musicais implicam na escrita musical da peça para piano Miniaturas n. 3, composta por César Guerra-Peixe em dezembro de 1948. Esta análise é fruto de um projeto de mestrado que tem como objetivo investigar como a dissolução do grupo de compositores Música Viva – formado por Eunice Katunda (1915-1990), Hans-Joachim Koellreutter (1915-2005), Edino Krieger (1938), César Guerra-Peixe (1914-1993) e Cláudio Santoro (1919-1989), se refletiu na escrita musical de cada integrante do grupo no momento de sua ruptura, ocorrida no final dos anos de 1940. A partir disso, pretende-se verificar quais vertentes musicais implicam na peça Miniaturas n. 3 e identificar os elementos característicos da estética nacionalista e/ou moderna da época (dodecafônica), visto que poucos são os escritos que realizam análises aprofundadas dos procedimentos composicionais deste repertório.

Texto completo:

PDF