ESTÉTICA DA CIDADE E ESTÉTICA DO SUBÚRBIO: ATRAVESSAMENTOS SOCIAIS E GEOGRÁFICOS NA CRIAÇÃO CÊNICA

Main Article Content

Juliana Souza do Rego

Resumo

Projeto que aborda reflexões sobre a relação da criação cênica, a partir de processos colaborativos, com a cidade, mais especificamente com o subúrbio do Rio de Janeiro. A ideia é pensar em um teatro que surge no espaço urbano do subúrbio e nele se concretiza, buscando este espaço não apenas como palco, mas como propulsor para a criação da cena teatral. Tal pesquisa passa pela contextualização da história do subúrbio do Rio de Janeiro, acompanhada de um breve levantamento sobre editais públicos destinados ao fomento do teatro nesta região; uma breve conceituação de espaço público e de arte pública; proposições de como este espaço urbano interfere na criação cênica e dramatúrgica. Para estas proposições, são levadas em consideração algumas experiências práticas em trabalhos realizados com o grupo Trupe de Lá TAG durante o ano de 2017 em diversas praças do subúrbio do Rio.

Palavras-chave: arte pública, criação cênica, subúrbio

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Rego, J. S. do. (2017). ESTÉTICA DA CIDADE E ESTÉTICA DO SUBÚRBIO: ATRAVESSAMENTOS SOCIAIS E GEOGRÁFICOS NA CRIAÇÃO CÊNICA. Cadernos Virtuais De Pesquisa Em Artes Cênicas, 1(2), 87–91. Recuperado de http://seer.unirio.br/pesqcenicas/article/view/6798
Seção
XVII Colóquio
Biografia do Autor

Juliana Souza do Rego, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro

Atriz, diretora e professora de teatro formada em licenciatura em teatro pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO. Atualmente cursa mestrado em artes cênicas também pela UNIRIO. É, desde 2014, diretora da TrupedeLáTAG, na qual dirigiu os espetáculos “Ainda que pareça estranho” (Armando Gonzaga, maio de 2014), “Plataforma 2 – uma homenagem aos artistas do cotidiano” (Armando Gonzaga, maio de 2014; Centro Cultural Calouste Gulbenkian, novembro de 2014), “Se essa praça fosse minha” (18 praças de diversos bairros do Rio de janeiro, de junho a outubro de 2016). Atualmente, junto a este grupo, ministra aulas de teatro de rua na Praça VX de Novembro, em Marechal Hermes, assim como desenvolve pesquisa sobre teatro em comunidade.