JOSÉ RODRIGUES DOMINGUES DE MEIRELES, LEONARDO VINCI, JOHANN CHRISTIAN BACH: POR UMA INTERPRETAÇÃO VOCAL.

Katya Beatriz de Oliveira

Resumo


Na busca da sonoridade histórica e estilisticamente embasada para a interpretação vocal da música sacra mineira da segunda metade do século XVIII e início do XIX, torna-se necessário um paralelo com a música européia de mesmo estilo, uma vez que a música mineira setecentista situa-se entre as correntes do barroco e do clássico europeu. Neste artigo pretendemos investigar as similaridades estilísticas entre a música do compositor brasileiro José Rodrigues Domingues de Meireles, particularmente na obra O Lingua Benedicta, com uma obra de Leonardo Vinci, compositor europeu do período barroco, e outra de Johann Christian Bach, europeu do pré-clássico, tentando chegar a uma interpretação vocal baseada em tratados históricos de canto.

Palavras-chave


Música brasileira – música mineira – música sacra – Interpretação vocal – música historicamente informada – Domingues de Meireles.

Texto completo:

PDF


Indexed by RILM (Répertoire International de Littérature Musicale)