A OBSOLESCÊNCIA PROGRAMADA NO CONTEXTO DAS RELAÇÕES DE CONSUMO.

Patricia Serra Vieira, Juliana Mattos dos Santos Joaquim

Resumo


PROGRAMMED OBSOLESCENCE IN THE CONTEXT OF CONSUMER RELATIONS


Resumo: O artigo trata do fenômeno da obsolescência programada, como ferramenta cíclica de fomento ao consumo, na relação com o meio ambiente e as injustiças sociais em uma sociedade pós-moderna e consumocentrista, na qual as práticas mercadológicas se põem de forma a atentar contra a dignidade da pessoa humana, a boa-fé e desviante das finalidades socioeconômicas da Lei. Para tanto optou-se por um estudo bibliográfico trazendo ao debate alguns dispositivos que auxiliam na tratativa dessas demandas, embora a legislação apresente-se ainda inócua.

 

Palavras-chave: Consumocentrismo; Dignidade da pessoa humana; Ética; Mercado consumidor; Vulnerabilidade.

 

Abstract: The article deals with the phenomenon of programmed obsolescence, as a cyclical tool for promoting consumption, in the relationship with the environment and social injustices in a postmodern and consumer-centric society, in which marketing practices are put in a way to undermine the dignity of the human person,  good faith and deviating from the socio-economic purposes of the Law. Therefore, we chose a bibliographical study bringing to the debate some devices that help in dealing with these demands, although the legislation is still innocuous.

 

Key-words: Consumer-centric; Dignity of the human person; Ethic; Consumer Market; Vulnerability.

Data da submissão: 29/06/2020

Data da aprovação: 29/06/2020



Palavras-chave


Consumocentrismo; Dignidade da pessoa humana; Ética; Mercado consumidor; Vulnerabilidade

Texto completo:

PDF

Referências


ANTUNES, P. D. B. Dano ambiental: Uma abordagem conceitual. 1. ed. Rio de Janeiro: LumenJuris, 2000.

ARAGÃO, M. A. D. S. O princípio do poluidor pagador: Pedra angular da política comunitária do ambiente. 23. ed. Coimbra: Coimbra Editora, 1997.

AGAMBEN, Giorgio. Homo Sacer: o poder soberano e a vida nua I. Belo Horizonte: ed. UFMG, 2007.

BAUMAN, Zygmunt. O mal-estar da pós modernidade. Rio de Janeiro: Zahar, 1998.

______. Modernidade líquida. Rio de Janeiro: Zahar, 2001.

______. Vida para consumo: A transformação das pessoas em mercadoria. Rio de Janeiro: Zahar, 2008.

_______. 44 Cartas do mundo líquido moderno. Rio de Janeiro: Zahar, 2011.

BECK, Ulrich. Sociedade de risco: Rumo a uma outra modernidade. 2. ed. São Paulo: 34, 2011.

BENTHAM, Jeremy. Uma introdução aos princípios da moral e da legislação. Coleção os pensadores. São Paulo: abril. 1984.

BRASIL. Lei nº 8078/90, de 11 de setembro de 1990. Dispõe sobre a proteção do consumidor e dá outras providências. Publicado no DOU de 12.9.1990

_______. DECRETO Nº 2.181, DE 20 DE MARÇO DE 1997. Dispõe sobre a organização do Sistema Nacional de Defesa do Consumidor — SNDC, estabelece as normas gerais de aplicação das sanções administrativas previstas na Lei nº 8.078, de 11 de setembro de 1990, revoga o Decreto Nº 861, de 9 julho de 1993.

______. Lei n° 12.305, de 2 de agosto de 2010. Institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos; altera a Lei no 9.605, de 12 de fevereiro de 1998; e dá outras providências. Publicado no DOU de 3 de agosto de 2010.

COASE, Ronald H. O problema do custo social, The Latin American and Caribbean Journal of Legal Studies: vol. 3: Nº 1, artigo 9. Disponível em https://services.bepress.com/lacjls/vol3/iss1/art9.

COMPRAR, JOGAR FORA, COMPRAR: a história secreta da obsolescência programada. Direção de Cosima Dannoritzer. Espanha/França: Produção: TVE /Arte, 2010 (53 min).

DICIO, Dicionário Online de Português. Porto: 7Graus, 2020. Disponível em: https://www.dicio.com.br/indole/. Acesso em: 11/05/2020.

FEATHERTONE, Mike. Cultura de consumo e pós-modernismo. São Paulo: Studio Nobel, 1990.

GIDDENS, Antony. Sociologia. 6. ed. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2008.

HOBBES, Thomas. O leviatã. São Paulo: Edipro, 2015.

LIPOVETSKY, Gilles. O império do efêmero: A moda e seu destino nas sociedades modernas. 6. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.

LONDON, Bernard. Ending the Depression Through Planned Obsolescence. Out. /1930. Disponível em: domínio público. Acesso em: 2 fev. 2020.

MIRAGEM, Bruno. “Consumo sustentável e desenvolvimento: por uma agenda comum do direito do consumidor e do direito ambiental”. Revista Luso-Brasileira de Direito do Consumo, Vol. IV, n. 13, mar. 2014

PATEL, Raj. O valor de nada: Por que tudo custa mais caro do que pensamos. 1. ed. Rio de Janeiro: Zahar, 2010.

SANDEL, Michael J. O que o dinheiro não compra: Os limites morais do mercado. 10. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2018.

__________. Justiça: O que é fazer a coisa certa. 27. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2019.

SARLET, Ingo Wolfgang. A eficácia dos direitos fundamentais: Uma teoria geral dos direitos fundamentais na perspectiva constitucional. 11. ed. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2012.

SARMENTO, Daniel. Dignidade da pessoa humana: Conteúdo, trajetória e metodologia. Belo Horizonte: Fórum, 2016.

SLADE, Giles. Made to Break: Technology and Obsolescence in America. 1. ed. London: Harvard University, 2007.

TIROLE, Jean. Economia do bem comum. Zahar: São Paulo, 2020.




Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Caderno de Direito e Políticas Públicas

Indexado em:

Latin Index


  

Google Acadêmico


  

 Directory of Open Access Journals (DOAJ)


  

Diretório de Políticas Editorais das Revistas Científicas Brasileiras (DIADORIM)

 

Academic Resource Index (ResearchBib)


 

Sumário de Revistas Brasileiras (Sumários)


International Standard Serial Number (ISSN)