Educação nutricional e autismo: qual caminho seguir

Autores

  • Giovanna da Silva Jannoni de Paiva Escola de Nutrição – Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO)
  • Édira Castello Branco de Andrade Gonçalves Laboratório de Bioativos – Programa de Pós-graduação em Alimentos e Nutrição (PPGAN) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO)

Resumo

O Autismo é um transtorno global do desenvolvimento, também chamado de Transtorno do Espectro Autista (TEA), caracterizado por atraso no desenvolvimento das habilidades sociais, comunicativas e cognitivas. A partir do seu diagnóstico é necessário que a criança e seus responsáveis sejam acolhidos por uma equipe multidisciplinar na qual o nutricionista esteja incluso, considerando a intervenção nutricional uma das alternativas de tratamento para esse transtorno. Nesse sentido, a educação nutricional como meio de intervenção nutricional tem se mostrado uma forma promissora de se trabalhar com esse público por conseguir ultrapassar barreiras socioculturais. Porém, para isso ela deve ser trabalhada de maneira que a mudança nas práticas alimentares envolva todo o âmbito familiar e consiga alcançar uma grande quantidade de pessoas. Neste sentido, este momento da pandemia abriu espaço para uma reflexão quanto o uso de ferramentas digitais para a educação nutricional destes indivíduos, promovendo maior interação da temática com todos os que estão envolvidos na atenção do autista.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Giovanna da Silva Jannoni de Paiva, Escola de Nutrição – Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO)

Estuidante Nutrição, bolsista extensão

Édira Castello Branco de Andrade Gonçalves, Laboratório de Bioativos – Programa de Pós-graduação em Alimentos e Nutrição (PPGAN) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO)

Professor titular Departamento Ciência dos Alimentos Escola de Nutrição

Downloads

Publicado

2020-12-04

Como Citar

Paiva, G. da S. J. de, & Gonçalves, Édira C. B. de A. (2020). Educação nutricional e autismo: qual caminho seguir. RAÍZES E RUMOS, 8(2), 98–114. Recuperado de http://seer.unirio.br/raizeserumos/article/view/10245