Educação alimentar e nutricional nas escolas e a pandemia de Covid-19: um novo desafio

Autores

  • Sara Maria de Freitas Escola de Nutrição Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO
  • Edira Castello Branco de Andrade Gonçalves Laboratório de Bioativos - Programa de Pós-graduação em Alimentos e Nutrição - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO

Resumo

A alimentação é uma das principais necessidades do ser humano e o aprendizado decorrente de uma Educação Alimentar e Nutricional (EAN), desde a infância, é fundamental para a criação de hábitos alimentares saudáveis, propiciando a promoção da saúde e prevenção de doenças. Este artigo tem o objetivo de trazer uma reflexão acerca da definição e importância da EAN nas escolas e quais os melhores métodos de ensino a serem utilizados para sua eficácia. Foi visto que o ambiente escolar é privilegiado para esse aprendizado, já que ele tem influência nos hábitos dos estudantes. Também é notado que atividades lúdicas, como jogos e dinâmicas, despertam um interesse maior nos alunos, resultando em sua participação ativa. Neste trabalho há também a apresentação de atividades realizadas durante o isolamento social em relação a pandemia de Covid-19 e a utilização do ensino remoto, precisando de estudos futuros para avaliação de sua eficácia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sara Maria de Freitas, Escola de Nutrição Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO

Estudante de Nutrição, bolsista de extensão

Edira Castello Branco de Andrade Gonçalves, Laboratório de Bioativos - Programa de Pós-graduação em Alimentos e Nutrição - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO

Professor titular departamento de ciência dos alimentos da escola de nutrição UNIRIO

Downloads

Publicado

2020-12-04

Como Citar

Freitas, S. M. de, & Gonçalves, E. C. B. de A. (2020). Educação alimentar e nutricional nas escolas e a pandemia de Covid-19: um novo desafio. RAÍZES E RUMOS, 8(1), 180–188. Recuperado de http://seer.unirio.br/raizeserumos/article/view/10249