Call for Papers: REVISTA M. – Dossiê Especial, v. 5, n. especial, Janeiro / Fevereiro 2021

RESUMO:

A morte constitui um processo social e biológico inevitável da vida cujas, visões, crenças e cosmogonias adquirem valores e significados diversificados pelas sociedades em contextos históricos diferenciados. As expressões rituais entorno da morte adquirem uma linguagem própria e polissêmica. As epidemias, nos mais variados recortes históricos, contestam e perturbam as formas socioculturais tradicionais e vigentes de lidar com a morte, o morrer e os mortos que desequilibram o mundo dos vivos em vários aspectos, ocasionando uma nova reestruturação.

Face à situação mundial atual de COVID-19, este dossiê tem como objetivo discutir algumas formas como sociedades em diferentes contextos geográficos e temporais lidaram – ou lidam – com epidemias e como estas impactam o processo social, cultural político e biológico do morrer e dos mortos, as visões sobre a morte e o cotidiano dos ritos fúnebres. Trata-se de uma abordagem interdisciplinar que visa entender e apresentar algumas leituras históricas, antropológicas, arqueológicas, artísticas e políticas em contextos de epidemia em todos os períodos históricos.