A música na Educação Profissional – O currículo integrado do ensino médio ao ensino técnico

Josiane Paula Maltauro

Resumo


Este texto faz parte da pesquisa de doutorado intitulada "A música na Educação Profissional: o currículo de Artes/Música no Ensino Médio Integrado dos Institutos Federais". A pesquisa encontra-se em fase inicial e neste recorte é apresentada uma revisão de literatura a respeito do histórico da educação profissional e do ensino médio integrado. A aprovação da Lei 11.769/2008, que versa sobre a obrigatoriedade de conteúdos musicais no currículo da Educação Básica, traz uma relevante oportunidade de discutir as relações entre música e educação no Brasil. Ao mesmo tempo, a partir de 2008 houve uma expansão da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica com a criação dos Institutos Federais. A educação profissional, através da efetivação e expansão da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica, tornou-se o centro das políticas públicas do país. Baseando-se nas discussões a respeito do currículo e das disciplinas escolares, pode-se afirmar que, historicamente, a inserção da música na escola está diretamente ligada às questões políticas, sociais e culturais que permeiam desde os processos de seleção, organização e prática dos saberes escolares até as disputas no que diz respeito à identidade cultural. Diante disso, a proposição desta pesquisa, justifica-se pelo fato de estar investigando um contexto novo e ainda pouco explorado, que é a educação profissional. Além disso, este estudo contribui com estudos na área de educação, no que tange a organização do ensino no âmbito da educação profissional e na área de educação musical, por estar investigando a inserção da música em um contexto diferenciando, voltando seu olhar para a articulação entre o ensino de música em sala de aula, dentro da disciplina de artes/música no currículo integrado.

Texto completo:

PDF