Riscos de acidentes com materiais perfurocortantes no setor de urgência de um hospital público Risks of accidents with needlestick materials at the urgency sector of a public hospital

Main Article Content

Francisca Francineide Andrade da Silva
Hercilla Nara Confessor Ferreira de Farias
Romanniny Hévillyn Silva Costa
Nilba Lima de Souza
Jovanka Bitencourt Leite de Carvalho
Richardson Augusto Rosendo da Silva

Resumo

Objetivo: Conhecer os fatores de risco relacionados aos acidentes com material perfurocortante presente no trabalho dos técnicos de enfermagem do setor de atendimento de urgência de um hospital público. Método:Trata-se de um estudo descritivo, de abordagem qualitativa realizado com 14 profissionais. Os dados foram obtidos por meio de entrevistas semi-estruturadas, no período de julho a setembro de 2010 e analisados seguindo a análise temática categorial. Resultados: As categorias emergidas dos discursos dos entrevistados foram: situações de urgências e emergências, adesão aos Equipamentos de Proteção Individual, Descuido e armazenamento inadequado do material perfurocortante. Conclusão: Observou-se que as condições de trabalho no setor de urgência necessitam ser revistas, a fim de oferecer um ambiente adequado para minimizar os riscos ocupacionais durante o desenvolvimento dos procedimentos de enfermagem.

Descritores: Saúde do trabalhador, riscos ocupacionais, fatores de risco.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
1.
Silva FFA da, Farias HNCF de, Costa RHS, Souza NL de, Carvalho JBL de, Silva RAR da. Riscos de acidentes com materiais perfurocortantes no setor de urgência de um hospital público Risks of accidents with needlestick materials at the urgency sector of a public hospital. R. pesq. cuid. fundam. online [Internet]. 4º de outubro de 2016 [citado 13º de agosto de 2022];8(4):5074-9. Disponível em: http://seer.unirio.br/cuidadofundamental/article/view/3893
Seção
Research
Biografia do Autor

Francisca Francineide Andrade da Silva

Enfermeira. Especialista em Saúde Materno/Infantil e em Enfermagem em Terapia Intensiva.  Enfermeira na Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares/ Hospital Universitário Onofre Lopes.

Hercilla Nara Confessor Ferreira de Farias, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Enfermeira. Especialista em Saúde Materno/Infantil e em Enfermagem em Obstetrícia.  Enfermeira na Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares/ Maternidade Escola Januário Cicco.

Romanniny Hévillyn Silva Costa, Instituto Federal do Rio Grande do Norte - IFRN

Mestre em Enfermagem pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Enfermeira do trabalho do Instituto Federal do Rio Grande do Norte e da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares/Maternidade Escola Januário Cicco.

Nilba Lima de Souza, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Enfermeira,  Doutora em Ciências da Saúde. Professora Adjunta VI do Curso de Graduação e do Programa de Pós-Graduação (Mestrado Acadêmico e Doutorado) em Enfermagem da Universidade Federal do Rio Grande do Norte/UFRN. Natal/RN, Brasil. Líder do Grupo de Pesquisa Atenção a Saúde infanto juvenil, Mulher e Homem.

Jovanka Bitencourt Leite de Carvalho, Escola de Enfermagem de Natal/ Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Enfermeira,  Doutora em ciências da saúde. Professora da Escola de saúde e do Programa de  Pós Graduação  em Enfermagem da Universidade Federal do Rio Grande do Norte/UFRN. Natal/RN, Brasil. Membro do Grupo de Pesquisa Atenção a saúde infanto-juvenil, mulher e homem e Saúde e sociedade da UFRN.

Richardson Augusto Rosendo da Silva, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Enfermeiro. Doutor em Ciências da Saúde. Professor Adjunto VI do Curso de Graduação e do Programa de Pós-Graduação (Mestrado Acadêmico e Doutorado) em Enfermagem da Universidade Federal do Rio Grande do Norte/UFRN. Natal/RN, Brasil. Membro do Grupo de Pesquisa Práticas Assistenciais e Epidemiológicas em Saúde e Enfermagem/PAESE/UFRN.

Plum Analytics

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>