Experiences of elderly people who participate in social groups / Experiências de pessoas idosas que participam de grupos de convivência

Main Article Content

Sabrina da silva Guerra
Aline Cristiane de Sousa Azevedo Aguiar
Ester da Silva Santos
Lucas Amaral Martins

Resumo

Objetivo: apreender experiências de pessoas idosas que participam de centros de convivência. Métodos: estudo descritivo, exploratório de abordagem qualitativa realizado com doze pessoas idosas que frequentam grupos de convivência em um município no interior da Bahia. A coleta dos dados foi realizada por meio de entrevista semiestruturada, dezembro de 2017 a fevereiro de 2018. Os dados foram analisados e interpretados conforme a análise de conteúdo temática proposta por Laurence Bardin. Resultados: após a análise emergiram seis categorias: melhoria na condição de saúde; evitar a solidão, fonte de suporte social; apoio e incentivo familiar; atividades aquáticas e dança. Conclusão: O estudo mostrou que a participação de pessoas idosas em grupos de convivência se mostra necessária, devido melhorias na qualidade de vida, na autoestima, na construção de vínculos e apoio social, no qual auxilia-as em todo o processo de envelhecimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
1.
Guerra S da silva, Aguiar AC de SA, Santos E da S, Martins LA. Experiences of elderly people who participate in social groups / Experiências de pessoas idosas que participam de grupos de convivência. R. pesq. cuid. fundam. online [Internet]. 1º de maio de 2021 [citado 21º de março de 2023];12:264-9. Disponível em: http://seer.unirio.br/cuidadofundamental/article/view/8431
Seção
Research
Biografia do Autor

Sabrina da silva Guerra, Universidade do Estado da Bahia. Guanambi

Graduanda em Enfermagem pela Universidade do Estado da Bahia. Guanambi, BA. Brasil.

Aline Cristiane de Sousa Azevedo Aguiar, Universidade do Estado Bahia- Campus XII

Enfermeira. Doutora em Enfermagem pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Professor auxiliar na Universidade do Estado da Bahia. Guanambi- Bahia- Brasil.

Ester da Silva Santos

Graduanda em Enfermagem pela Universidade do Estado da Bahia. Guanambi, BA. Brasil.

Lucas Amaral Martins, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia: Santo Antônio de Jesus, BA

Enfermeiro. Doutorando em Enfermagem e Saúde pelo Programa de Pós Graduação da Escola de Enfermagem da Universidade Federal da Bahia (EEUFBA). Professor da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. Salvador- Bahia- Brasil.

Plum Analytics

Referências

Organização Mundial da Saúde. Relatório mundial de envelhecimento e saúde. OMS, 2015.

Sales JCS, Teixeira GBSF, Sousa HO, Rebelo RC. A percepção do idoso de um centro de convivência de Teresina-PI sobre a AIDS. Rev Min Enferm. [Internet]. 2013. [acesso em 5 de july 2018]; 17(3): 620-627. Disponível em: http://www.reme.org.br/artigo/detalhes/677

BRASIL, IBGE. Mudança Demográfica no Brasil no Início do Século XXI Subsídios para as projeções da população. Rio de Janeiro 2015. ISBN 978-85-240-4344-4.

Maciel GMC, Santos RS, Santos TM, MenezeS RMP, Vitor AF, Lira ALBC. Avaliação da fragilidade no idoso pelo enfermeiro: revisão integrativa. R. Enferm. Cent. O. Min. [Internet] 2016 [acesso em 5 july 2018]; 6(3):2430-2438. Disponível em: http://www.seer.ufsj.edu.br/index.php/recom/article/view/1010

GONZALEZ LM, SEIDL EMF. Envelhecimento ativo e apoio social entre homens participantes de um Centro de Convivência para Idosos. Kairós. [Internet]. 2014 [acesso em 5 july 2018]; 17(4): pp.119-139. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/kairos/article/view/23650

Brasil. Portaria n. 2.528, de 19 de outubro de 2006. Aprova a Política Nacional de Saúde da Pessoa Idosa e determina outras providências. Diário Oficial da União, 19 out 2006; Seção I. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2006/prt2528_19_10_2006.html.

Pedro WJA. Reflexões sobre a promoção do Envelhecimento Ativo. Kairós. [Internet] 2013 [acesso em 5 July 2018]; 16(5): pp.09-32. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/kairos/article/view/18506

Santos GLA, Santana RF, Broca PV. Execution capacity of instrumental activities of daily living in elderly: Ethnonursing. Esc. Anna Nery Rev. Enferm. [Internet]. 2016 [acesso em 5 Jul 2018]; 20(3); Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1414-81452016000300209&script=sci_abstract

Ollaik LG, Ziller HM. Concepções de validade em pesquisas qualitativas. Educação e Pesquisa. [Internet] 2012 [acesso em 5 july 2018]; 38(1): pp. 229-241. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ep/v38n1/ep448.pdf

Fontanella BJB, Luchesi BM, Saidel MGB, Ricas J, Turato ER, Melo DG. Amostragem em pesquisas qualitativas: proposta de procedimentos para constatar saturação teórica. Cad. Saúde Pública [Internet]. 2011 Feb [cited 2018 Jul 12]; 27(2); 388-394. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2011000200020&lng=en

Pereira MCA, Santos LFS, Moura TNB, Pereira LCA, Landim MBP. Contribuições da socialização e das políticas públicas para a promoção do envelhecimento saudável: uma revisão de literatura. RevBras Promoção Saúde. [Internet]. 2016 [acesso em 5 july 2018]; 29(1): 124-131. Disponível em: http://periodicos.unifor.br/RBPS/article/view/4422

MARTINELLI M, CARNEIRO AM, RUEDA FJM. Lazer e qualidade de vida: considerações frente ao processo de envelhecimento. Sci Med. [Internet] 2014 [acesso em 5 july 2018]. 24(3): p. 217-223. Disponível em: http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/scientiamedica/article/view/16480/11620

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo Demográfico 2010 [Internet]. 2011 [acesso em 2018 Jun 10]. Disponível em: http://censo2010.ibge.gov.br/

AZEREDO ZAS, AFONSO MAN. Solidão na perspectiva do idoso. Rev. Bras. Geriatr. Gerontol. [Internet]. 2016 [Acesso em 2018 July 12]. 19(2); 313-324. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbgg/v19n2/1809-9823-rbgg-19-02-00313.pdf

Oliveira JKB, Duarte SFP, Reis LA. Relação entre equilíbrio, dados sociodemográficos e condições de saúde em idosos participantes de grupos de convivência. Stud. interdiscipl. envelhec. [Internet]. 2016 [Acesso em 2018 July 12]. 21(1); 107-121. Disponível em: http://www.seer.ufrgs.br/index.php/RevEnvelhecer/article/view/52583

Vieira GACM, Costa EP, Medeiros ACT, Costa MML, Rocha FAT. Evaluation of fragility in elderly participants of a community center. Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online [Internet]. 2017 Jan 10; [Acesso em 2018 Jun 9]; 9(1): 114-121. Disponível em: http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/5033

Lima FM. Centro de convivência: a vida na terceira idade [Trabalho de conclusão de curso]. MARINGÁ – PR: Universidade Estadual de Maringá, departamento de administração; 2016.

Chaves ECL, Paulino CF, Souza VHS, Mesquita AC, Carvalho FS, Nogueira DA. Qualidade de vida, sintomas depressivos e religiosidade em idosos: Um estudo transversal. Texto Contexto Enferm. Texto & Contexto Enfermagem [Internet]. 2014. [acesso em 5 july 2018]; 23(3):648-655. Disponível em: https://www.redalyc.org/articulo.oa?id=71432144012

Wichmann FMA, Couto NA, Areosa SVC, MontañeS MCM. Grupos de convivência como suporte ao idoso na melhoria da saúde. Rev. Bras. Geriatr. Gerontol. [Internet].2013 [acesso em 5 july 2018]; 16(4):821-832. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232013000400821&lng=en

Braz IA, Zaia JE, Bittar CML. Percepção da qualidade de vida de idosas participantes e não participantes de um grupo de convivência da terceira idade de Catanduva (SP). Estud. interdiscipl. Envelhec. [Internet]. 2015 [Acesso em 12 Jul 2018]; 20(2); 583-596. Disponível em: http://www.seer.ufrgs.br/index.php/RevEnvelhecer/article/view/48261

Dias DSG, Carvalho CS, Araújo CV. Comparação da percepção subjetiva de qualidade de vida e bem-estar de idosos que vivem sozinhos, com a família e institucionalizados. Rev. Bras. Geriatr. Gerontol. [Internet]. 2013 [acesso em 5 july 2018]; 16(1):127-138. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232013000100013&lng=en

Carmona CF, Couto VVD, Scorsolini-Comin F. A experiência de solidão e a rede de apoio social de idosas. Psicologia em Estudo. [Internet]. 2014 [acesso em 5 July 2018]; 19(4): 681-691. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/pe/v19n4/1413-7372-pe-19-04-00681.pdf

Andrade NB, Canon MBF, Zugman CL, Ayres TG, Ide MG, Novelli MMPC. Centro de convivência de idosos: uma abordagem de estimulação cognitiva e psicossocial. Cad. Ter. Ocup. [Internet]. 2014 [acesso em 5 july 2018]; 22(1): p.121-128. Disponível em: http://www.cadernosdeterapiaocupacional.ufscar.br/index.php/cadernos/article/view/974

Silveira NDR, Lodovici FMM, Bitelli FSPG. Atividades educacionais participativas e seus efeitos benéficos, na vida pessoal e social, de pessoas idosas — caso da Faculdade da Idade da Razão (FIR/FIG/UNIMESP). Revista Kairós Gerontologia. [Internet]. 2013 [acesso em 5 July 2018]; 16(5): 325-343. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/kairos/article/view/18683

Araújo VS. Representações sociais sobre o cuidado construídas por idosas [Tese]. João Pessoa: Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal da Paraíba; 2015.

Reichert T, Prado AKG, Kanitz AC, Kruel LFM. Efeitos da hidroginástica sobre a capacidade funcional de idosos: Metanálise de estudos randomizados. Rev. Bras. Ativ. Fis. Saúde. [Internet]. 2015 [acesso em 5 july 2018]; 20(5):447-457. Disponível em: http://rbafs.org.br/RBAFS/article/view/6177

Lopes MA, Krug RR, Bonetti A, Mazo GZ. Envelhecendo na percepção das pessoas longevas ativas e inativas fisicamente. Estud. interdiscipl. Envelhec. [Internet]. 2014 [acesso em 5 July 2018]; 19(1): 141-153. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/RevEnvelhecer%20/article/viewFile/40524/31006

BENETTI FA. A dança sênior como recurso terapêutico para idosos. ABCS Health Sci. [Internet]. 2015 [acesso em 5 july 2018]; 40(1):4-5. Disponível em: https://www.portalnepas.org.br/abcshs/article/view/695

Coelho BS, Souza LK, Bortoluzzi R, Roncada C, Tiggemann CL, DIAS CP. Comparação da força e capacidade funcional entre idosos praticantes de musculação, hidroginástica e não praticantes de exercícios físicos. Rev. Bras. Geriatr. Gerontol. [Internet]. 2014 [acesso em 5 July 2018]; 17(3):497-504. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1809-98232014000300497&script=sci_abstract&tlng=pt

Miranda LCV. Fatores associados à qualidade de vida de idosos de um centro de referência, em Belo Horizonte, Minas Gerais [Dissertação]. Dissertação: Universidade Federal de Minas Gerais; 2014.