Causalidade e Políticas Públicas

Autores

  • IVAN RIBEIRO Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)

Palavras-chave:

Mecanismos causais, resultados de políticas, direito e políticas pública, políticas baseadas em evidências

Resumo

A exploração das relações causais na análise de políticas públicas é essencial para compreender a eficácia das intervenções governamentais. Bucci (2013) sugere examinar casos individuais para inferir a eficácia dos marcos legais e regulatórios, enfatizando a importância de desenvolver metodologias adequadas para avançar a pesquisa na área. Sugerimos que ao deslocar o foco para os resultados das políticas e investigar tanto os mecanismos subjacentes como os modelos geradores responsáveis por esses resultados, aprimora-se a compreensão de como as políticas geram impactos.

Uma análise desses mecanismos causais, sejam explícitos ou implícitos, fornece aos pesquisadores informações valiosas sobre como as políticas se desdobram e alcançam os objetivos desejados. Essa abordagem analítica requer explicações claras e transparentes, consideração de fatores contextuais e uma compreensão dos intrincados ciclos de retroalimentação e interações que influenciam os efeitos das políticas. Ao reconhecer a diversidade e a complexidade desses mecanismos, os pesquisadores podem compreender melhor a natureza dinâmica e, por vezes, não linear dos processos políticos, facilitando uma análise mais abrangente das políticas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

IVAN RIBEIRO, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)

Coordenador e pesquisador principal do Centro de Estudos da Ordem Econômico (CEOE/Unifesp), Professor de Direito e Políticas Públicas da Universidade Federal de São Paulo e Senior Research Scholar da Universidade de Yale. Professor Colaborador e Orientador de Pós-graduação stricto sensu da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio). Orcid: 0000-0003-4706-7408. Lattes: http://lattes.cnpq.br/1537678142289537. Id SSRN: 333021.

Referências

BARROWMAN, Nick. Correlation, causation, and confusion. The New Atlantis, p. 23-44, 2014.

BOUDON, Raymond. Generating models as a research strategy. In: MERTON, Robert (ed.) Qualitative and Quantitative Social Research. Nova York: Free Press, 1979.

BOUDON, Raymond. Generating models as a research strategy. In: MERTON, Robert (ed.) Qualitative. What Middle-Range Theories Are. Contemporary Sociology, v. 20, n. 4, 1991, p. 519-22.

BOUDON, Raymond. Generating models as a research strategy. In: MERTON, Robert (ed.) Qualitative. Social mechanisms without black boxes. In: HEDSTROM, Peter; SWEDBERG, Richard (eds.) Social mechanisms: An analytical approach to social theory. Cambridge University Press, 1998.

DE AZEVEDO, Sérgio; ARAÚJO, Maria Bernadette. Questões metodológicas sobre o “déficit habitacional”: o perigo de abordagens corporativas. Cadernos metrópole, n. 17, p. 241-255, 2007.

DECKER, Christopher S. Corporate environmentalism and environmental statutory permitting. The Journal of Law and Economics, v. 46, n. 1, p. 103-129, 2003.

DELLA PORTA, Donatella; KEATING, Michael (Ed.). Approaches and methodologies in the social sciences: A pluralist perspective. Cambridge University Press, 2008.

DONOHUE III, John J.; LEVITT, Steven D. The impact of legalized abortion on crime. The Quarterly Journal of Economics, v. 116, n. 2, p. 379-420, 2001.

GOLDMAN, Dana P.; SMITH, James P. Can patient self-management help explain the SES health gradient? Proceedings of the National Academy of Sciences, v. 99, n. 16, p. 10929-10934, 2002.

HECKMAN, James J. Policies to foster human capital. Research in economics, v. 54, n. 1, p. 3-56, 2000.

HECKMAN, James J.; VYTLACIL, Edward J. Econometric evaluation of social programs, part I: Causal models, structural models and econometric policy evaluation. Handbook of econometrics, v. 6, p. 4779-4874, 2007.

KAUSHIK, Vibha; WALSH, Christine A. Pragmatism as a research paradigm and its implications for social work research. Social sciences, v. 8, n. 9, p. 255, 2019.

KENDALL, Patricia L.; LAZARSFELD, Paul F. The Relation Between Individual and Group Characteristics in ‚The American Soldier ‘. The language of social research, p. 290-296, 1955.

KLEINBERG, Samantha (Ed.). Time and Causality Across the Sciences. Cambridge University Press, 2019.

MEEK, Jack W. Complexity theory for public administration and policy. Emergence: Complexity and Organization, v. 12, n. 1, p. 1, 2010.

MERTON, Robert K. Chapter II - On Sociological Theories of the Middle Range, In: ______, Social theory and social structure. New York: Free Press, pp.39-72, 1968 enlarged edition. ISBN 978-0-02-921130-4.

METTLER, Suzanne; SORELLE, Mallory. Policy feedback theory. In: Theories of the policy process. Routledge, 2018. p. 103-134.

PAWSON, Ray; TILLEY, Nick. Realistic evaluation. Sage, 1997.

PLATT, Jennifer. Case Study. In: Outhwaite, W. & Turner, SP (eds.) The SAGE Handbook of Social Science Methodology, 2007.

RIBEIRO, Ivan César. Análise de Impacto Regulatório: Uma Abordagem de Estudos de Eventos, Economic Analysis of Law Review, Vol. 11 No. 3, 2021. DOI: https://doi.org/10.31501/ealr.v11i3.11023.

RIBEIRO, Ivan César. Políticas Públicas e Teorias do Estado: o papel das teorias de médio alcance. REI - Revista Estudos Institucionais, 5(3), 856–877, 2019. DOI: https://doi.org/10.21783/rei.v5i3.432.

RIBEIRO, Ivan César. Os megabancos e as crises financeiras: uma análise teórica e jurimétrica da regulação e do direito concorrencial. São Paulo: Almedina, 2015. ISBN: 978-858-49-3065-4.

RIBEIRO, Ivan César. Regulação financeira, poder no mercado e crise financeira. Tese de doutorado: USP, Faculdade de Direito, São Paulo, 2012. Disponível em: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/2/2132/tde-30072013-231616/. Acesso em 12 de novembro de 2021.

RIBEIRO, Ivan César. Regulatory impact analysis and cost benefit analysis: what is different across the sea? In: Revista de Direito Público da Economia – RDPE, nº 32, Belo Horizonte: Fórum, 2010a, pp. 73-87.

RIBEIRO, Ivan César. Cost Benefit Analysis in Financial Regulation: First Lessons from the 2008 Crisis. Revista de Direito Bancário e do Mercado de Capitais, v. 50, p. 47-75, 2010b.

SCHMIDT, João Pedro. Para estudar políticas públicas: aspectos conceituais, metodológicos e abordagens teóricas. Revista do Direito, v. 3, n. 56, p. 119-149, 2018.

STRAND, Mali; FOSSE, Elisabeth. Tackling health inequalities in Norway: applying linear and non-linear models in the policy-making process. Critical Public Health, v. 21, n. 3, p. 373-381, 2011.

Downloads

Publicado

2024-03-14 — Atualizado em 2024-04-03

Versões

Como Citar

RIBEIRO, I. (2024). Causalidade e Políticas Públicas. REVISTA DIREITO DAS POLÍTICAS PÚBLICAS, 4(2). Recuperado de https://seer.unirio.br/rdpp/article/view/13167 (Original work published 14º de março de 2024)