Experimenting to play with hospitalized child: perception of nursing student / Experimentando o brincar junto a criança hospitalizada: percepção do acadêmico de enfermagem

Main Article Content

Esvana Quinelato Cipriano
http://orcid.org/0000-0001-6870-8847
Mariana Rabello Laignier
http://orcid.org/0000-0002-8493-872X
Josemar Ferreira Júnior
http://orcid.org/0000-0001-6458-7339
Liliane Faria da Silva
http://orcid.org/0000-0002-9125-1053
Jéssica Renata Bastos Depianti
http://orcid.org/0000-0002-9157-3159
Luciana de Cássia Nunes Nascimento
http://orcid.org/0000-0003-4947-5480

Resumo

Objetivo: descrever a percepção dos acadêmicos de enfermagem em relação ao brincar junto a criança hospitalizada. Método: Estudo qualitativo, que ocorreu no período de abril a junho de 2016, por meio de atividades lúdicas, seguida de entrevista semiestruturada com 13 acadêmicos de enfermagem, sendo a entrevista transcrita e submetida à análise temática. Resultados: os acadêmicos identificaram o brincar como uma estratégia de cuidado à criança hospitalizada, devendo esta atividade se tornar rotina em ambiente hospitalar, pois promovem bem-estar e felicidade. Além disso, perceberam que, por meio da brincadeira, a criança cria um vínculo com o profissional, facilitando a assistência. Considerações finais: este estudo contribui para uma reflexão sobre o brincar para a criança hospitalizada, visando que esse conteúdo ultrapasse as fronteiras da sala de aula, favorecendo a sensibilização do aluno para sua utilização futura, quando enfermeiro.



Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
1.
Cipriano EQ, Laignier MR, Júnior JF, da Silva LF, Bastos Depianti JR, Nunes Nascimento L de C. Experimenting to play with hospitalized child: perception of nursing student / Experimentando o brincar junto a criança hospitalizada: percepção do acadêmico de enfermagem. R. pesq. cuid. fundam. online [Internet]. 8º de setembro de 2021 [citado 29º de novembro de 2021];13:1329-35. Disponível em: http://seer.unirio.br/cuidadofundamental/article/view/10018
Seção
Research
Biografia do Autor

Esvana Quinelato Cipriano, Universidade Federal do Espírito Santo. Vitória, Brasil.

Enfermeira. Universidade Federal do Espírito Santo. Vitória, Brasil.

Mariana Rabello Laignier, Universidade Federal do Espírito Santo. Vitória, Brasil.

Enfermeira. Doutora em Enfermagem. Professora adjunta do Departamento de Enfermagem. Universidade Federal do Espírito Santo. Vitória, Brasil.

Josemar Ferreira Júnior, Centro universitário do Espírito Santo. Colatina, Brasil.

Enfermeiro. Mestre em Ciências do Cuidado. Professor do Centro universitário do Espírito Santo. Colatina, Brasil.

Liliane Faria da Silva, Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa. Universidade Federal Fluminense. Niterói, Brasil.

Enfermeira. Doutora em Enfermagem. Professora adjunta do Departamento de enfermagem materno-infantil e psiquiátrica. Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa. Universidade Federal Fluminense. Niterói, Brasil.

Jéssica Renata Bastos Depianti, Escola de Enfermagem Anna Nery. Universidade Federal do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, Brasil.

Enfermeira. Doutoranda em enfermagem. Escola de Enfermagem Anna Nery. Universidade Federal do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, Brasil.

Luciana de Cássia Nunes Nascimento, Universidade Federal do Espírito Santo. Vitória, Brasil.

Enfermeira. Doutora em Enfermagem. Professora adjunta do Departamento de Enfermagem. Universidade Federal do Espírito Santo. Vitória, Brasil.

Plum Analytics

Referências

Azevêdo AVS, Júnior ACL, Crepaldi MA. Nursing team, family and hospitalized child interaction: an integrative review. Ciência & Saúde Coletiva [Internet]. 2017 [cited 2020 Jan 15]; 22(11):3653-3666. Available from: 10.1590/1413-812320172211.26362015

Gomes IP, Lima KA, Rodrigues LV, Lima RAG, Collet N. From diagnosis to survival of pediatric cancer: children’s perspective. Texto Contexto Enferm [Internet]. 2013; 22(3): 671-79. [cited 2020 Jan 15]. Available from: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-07072013000300013

Ferreira ML, Monteiro MFV, Leite-Silva KV, Almeida VCF, Oliveira JD. Use of play in child care hospitalized: contributions to pediatric nursing. Cienc Cuid Saude [Internet]. 2014 [cited 2020 Jan 16]; 13(2):350-56. DOI: 10.4025/cienccuidsaude.v13i2.20596

Leite TMC, Vergílio MSTG, Silva EM. Processo de trabalho do enfermeiro pediatra: uma realidade a ser transformada. Rev Rene. [Internet] 2017 [cited 2020 Jan 16]; 18(1):26-34. Available from: 10.15253/2175-6783.2017000100005

Depianti JRB, Silva LF, Carvalho AS, Monteiro ACM. Nursing perceptions of the benefits of ludicity on care practices for children with cancer: a descriptive study. Online braz j nurs [Internet] 2014 [cited 2020 Jan 16]. 13(2): 158-65. Available from: https://doi.org/10.5935/1676-4285.20144314

Ministério da Saúde (BR). Estatuto da criança e do adolescente [Internet]. Brasília (DF); 1990 [cited 2020 Jan 16]. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8069.htm

Conselho Federal de Enfermagem. Resolução nº 546, de 18 de maio de 2017. Dispõe sobre a utilização de técnica do brinquedo/brinquedo terapêutico pelo enfermeiro na assistência à criança hospitalizada [Internet]. 2018 [cited 2020 Jan 17]. Disponível em: http://www.cofen.gov.br/resolucao-cofen-no-05462017_52036.html

Almeida SQ, Sabatés AL. O uso do brinquedo terapêutico por enfermeiros que trabalham em unidade de internação pediátrica no Cone Leste Paulista. Revista Enferm Atual in Derme. 2012; 63: 31-34.

Barroso MCCS, Machado MED, Cursino EG, Silva LR, Depianti JRB, Silva LF. The therapeutic play in nursing graduation: from theory to practice. Rev Fun Care Online. 2019 [cited 2020 Jan 18]; 11(4):1043-1047. Available: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.rpcfo.v11.6901

Mello LL, Toledo VP. Vivências de alunos de graduação em enfermagem utilizando o brinquedo no cuidado à criança hospitalizada. Rev. Soc. Bras. Enf. Ped. 2012; 12(1): 7-15.

Minayo MCS. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. São Paulo: Editora Hucitec; 2013.

Ministério da Saúde (BR). Resolução n. 466 de 2012. Dispõe sobre diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisas envolvendo seres humanos [Internet]. Brasília (DF); 2012 [cited 2020 Jan 17]. Disponível em: http://conselho.saude.gov.br/resolucoes/2012/Reso466.pdf

Siegel J, Iida H, Rachlin K, Yount G. Expressive arts therapy with hospitalized children: a pilot study of co-creating healing sock creatures. Journal of Pediatric Nursing [Internet]. 2016 [cited 2020 Jan 18]; 31: 92–98. Available from: 10.1016/j.pedn.2015.08.006

Silva LF, Cabral IE. Rescuing the pleasure of playing of child with cancer in a hospital setting. Rev Bras Enferm [Internet]. 2015 [cited 2020 Jan 19]; 68(3):337-42. Available from: http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167.2015680303i

Gomes GC, Xavier DM, Pintanel AC, Farias DHR, Lunardi VL, Aquino DR. Meanings attributed by family members in pediatrics regarding their interactions with nursing professionals. Rev. esc. enferm. USP [Internet]. 2015 [cited 2020 Jan 20]; 49(6): 951-57. Available from: http://dx.doi.org/10.1590/S0080-623420150000600011

Marques, DKA. Benefícios da aplicação do brinquedo terapêutico: visão dos enfermeiros de um hospital infantil. Arq. Ciênc. Saúde. [Internet] 2015 [cited 2020 Jan 20]; 22(3): 64-68. Available from: http://www.cienciasdasaude.famerp.br/index.php/racs/article/view/240/pdf_55.

Yogman M, Garner A, Hutchinson J, Hirsh-Pasek K, Golinkoff RM. The power of play: a pediatric role in enhancing development in young children. Pediatrics [Internet] 2018 [cited 2020 Jan 20]; 142(3):e20182058. Available from: https://doi.org/10.1542/peds.2018-2058

Santos PM, Silva LF, Depianti JRB, Cursino EG, Ribeiro CA. Nursing care through the perception of hospitalized children. Rev Bras Enferm [Internet]. 2016 [cited 2020 Jan 20]; 69(4):603-09. Available from: http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167.2016690405i

Depianti JRB, Melo LL, Ribeiro CA. Playing to continue being a child and freeing itself from the confinement of the hospitalization under precaution. Esc Anna Nery Rev Enf [Internet]. 2018 [cited 2020 Jan 20]; 22(2):e20170313. Available from: http://dx.doi.org/10.1590/2177-9465-ean-2017-0313

Marques DKA, Silva LB, Cruz DSM, Souza IVB. Benefícios da aplicação do brinquedo terapêutico: visão dos enfermeiros de um hospital infantil. Arq. Ciênc. Saúde [Internet]. 2015 [cited 2020 Jan 21]; 22(3), 64-68. Available from: https://doi.org/10.17696/2318-3691.22.3.2015.240

Brasil. Lei n. 11.104, de 21 de março de 2005. Dispõe sobre a obrigatoriedade de instalação de brinquedotecas nas unidades de saúde que ofereçam atendimento pediátrico em regime de internação [Internet]. Brasília (DF); 2005. [cited 2020 Jan 21]. Disponível em: http://www. planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2005/Lei/ L11104.htm.

Barreto LMSC, Maia EBS, Depianti JRB, Melo LL, Ohara CVS, Ribeiro CA. Giving meaning to the teaching of Therapeutic Play: the experience of nursing students. Esc. Anna Nery Rev Enf [Internet]. 2017 [cited 2020 Jan 20]; 21(2):e20170038. Available from: 10.5935/1414-8145.20170038

Berteloni GMA, Remijo KP, Bazzo APG, Ferrari RAP, Zani AV. Therapeutic toy application in a pediatric unit: perceptions of nursing undergraduate students. Rev Enferm UFPE On Line [Internet]. 2013 [cited 2020 Jan 21]; 7(5):1382-89. Available from: https://doi.org/10.5205/1981-8963-v7i5a11623p1382-1389-2013

Oliveira CS, Maia EBS, Borba RIH, Ribeiro CA. Brinquedo Terapêutico na assistência à criança: percepção de enfermeiros das unidades pediátricas de um hospital universitário. Rev. Soc. Bras. Enferm. Ped. [Internet] 2015 [cited 2020 Jan 21]; 1:21-30. Available from: https://sobep.org.br/revista/images/stories/pdf-revista/vol15-n1/vol_15_n_2-artigo-de-pesquisa-3.pdf.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)