Alcohol problematic consumption and associated variables among users of a primary care service / Consumo problemático de álcool e variáveis associadas entre usuários de um serviço de atenção primária

Main Article Content

Marjorie Ester Dias Maciel
http://orcid.org/0000-0003-2646-6493
Janaina Soares
http://orcid.org/0000-0002-9991-654X
Divane de Vargas
http://orcid.org/0000-0003-3140-8394

Resumo

Objetivo: identificar o consumo problemático de álcool e variáveis associadas (sóciodemográficas, clínicas e comportamentais) de usuários de um serviço de atenção primária à saúde localizado no município de São Paulo/ SP. Métodos: estudo transversal com 865 usuários. Utilizou-se o instrumento Alcohol Use Disorders Identification Test e um questionário contendo variáveis sociodemográficas, clínicas e comportamentais. A associação entre cada variável do estudo e o consumo problemático de álcool foi realizada por meio da regressão Poisson estimando a razão de prevalência ajustada com intervalo de confiança de 95%. Resultados: constatou-se que 31,1% da amostra faz uso problemático. Destes,15,5% faziam uso de risco, 4,1% uso nocivo e 11,5% apresentavam provável transtorno por uso de álcool. Conclusão: as variáveis associadas ao consumo problemático foram ser do sexo masculino, idade jovem, ter infecções sexualmente transmissíveis, consumir substâncias, consumir pinga e consumir cerveja e pinga.




 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
1.
Maciel MED, Soares J, de Vargas D. Alcohol problematic consumption and associated variables among users of a primary care service / Consumo problemático de álcool e variáveis associadas entre usuários de um serviço de atenção primária. R. pesq. cuid. fundam. online [Internet]. 28º de setembro de 2021 [citado 24º de janeiro de 2022];13:1582-1589. Disponível em: http://seer.unirio.br/cuidadofundamental/article/view/10526
Seção
Research
Biografia do Autor

Marjorie Ester Dias Maciel

Doutora pelo Programa de Pós-Graduação da EE-USP. São Paulo, São Paulo, Brasil. Enfermeira do Hospital Universitário da Grande Dourados (HUGD)/Dourados-MS, Brasil. Membro do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Enfermagem em Adições - Álcool & outras drogas (NEPEAA).

Janaina Soares, Universidade Federal de Minas Gerais

Professora Doutora do Departamento de Enfermagem Aplicada da Universidade Federal de Minas Gerais (ENA/EE/UFMG).Belo Horizonte-MG, Brasil. Membro do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Enfermagem em Adições - Álcool & outras drogas (NEPEAA).

Divane de Vargas, Escola de Enfermagem da USP.

Doutor em Enfermagem Psiquiátrica. Professor Associado do Departamento de Enfermagem Materno Infantil e Psiquiátrica da Escola de Enfermagem de São Paulo (EE-USP). São Paulo-SP, Brasil. Líder do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Enfermagem em Adições - Álcool & outras drogas (NEPEAA).

Plum Analytics

Referências

- Peacock A, Leung J, Larney S, Colledge S, Hickman M, Rehm J et al. Global statistics on alcohol, tobacco and illicit drug use: 2017 status report. Addiction. 2018;113(10):1905–26.

- World Health Organization. Global status report on alcohol and health. Geneva: World Health Organization; 2018.

- Machado IE, Monteiro M, Nobteiro R, Lana F, Gawryszewski V, Malta D et al. Trends in mortality rates where alcohol was a necessary cause of death in Brazil, 2000–2013. Pan Am J Public Health. 2018: 42:1-9.

- Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância de Doenças e Agravos não-transmissíveis e promoção à saúde. Vigilância de fatores de risco e proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico, Vigitel 2019. Brasília: Ministério da Saúde; 2020.

- Gomes-Medeiros D, Faria PH, Campos GWS, Tófoli LF. Política de drogas e saúde coletiva: diálogos necessários. Cad Saúde Pública. [Internet]. 2019 [acesso em 20 de agosto 2019]; 1(1). Disponível em: http:// doi.org/10.1590/0102-311x00242618.

- Malta DC, Bernal RTI, Silva AG, Lima IEM, Silva MMA. Tendência temporal da prevalência de indicadores relacionados à condução de veículos motorizados após o consumo de bebida alcoólica, entre os anos de 2007 e 2018. Rev. bras. epidemiol. 2020;23(1):1-12.

- Abreu AM, Tavares JR, Taets, GGC, Souza MHN, Fernandes BD. Rastreamento e Intervenção Breve para uso de álcool e outras drogas. Rev Bras Enferm. 2018;71(5): 2258-2263.

- Soares J, Vargas D. Efetividade da intervenção breve grupal no uso nocivo de álcool na atenção primária à saúde. Rev Saúde Pública. 2019; 53(04): 1-10.

- Maciel MED, Vargas D. Validade de critério da Questão-Chave para rastreamento do uso de risco de álcool na atenção primária. Rev. esc. enferm. USP [Internet]. 2020 [acesso em 20 de agosto 2020]; 54:e03553. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S008062342020000100412&lng=e.

- Vargas D, Bittencourt MN, Barroso LP. Padrões de consumo de álcool de usuários de serviços de atenção primária à saúde de um município brasileiro. Cien Saúde Colet. 2014; 19(1):17-25.

- Camargo LMA, Silva RPM, Meneguetti DUO. Research methodology topics: Cohort studies or prospective and retrospective cohort studies. J Hum Growth Dev. 2019; 29(3):433-436.

- Brasil. Ministério do Trabalho e Emprego. Classificação Brasileira de Ocupações. Brasília: Ministério do Trabalho e Emprego; 2010.

- Babor TF, Higgins-Biddle JC, Saunders JB, Monteiro MG. The Alcohol Use Disorders Identification Test (AUDIT): guidelines for use in primary care. Geneva: World Health Organization; 2001.

- Munhoz TN, Santos IS, Nunes BP, de Mola CL, da Silva ICM, Matijasevich A. Tendências de consumo abusivo de álcool nas capitais brasileiras entre os anos de 2006 a 2013: análise das informações do VIGITEL. Cad Saúde Pública. 2017;33(7):1798-1804.

- Silva TS, Christino JMM, Moura LRC, Morais VHF. Gênero e consumo de álcool entre jovens: avaliação e validação do Inventário de Conformidade com Normas Masculinas. Ciênc. saúde coletiva. 2019; 24(9): 3495-3506.

- Jomar RT, Abreu AMM, Griep RH. Patterns of alcohol consumption and associated factors among adult users of primary health care services of Rio de Janeiro, Brazil. Cien Saúde Colet. 2014;19 (1): 27-38.

- Maciel MED; Vargas D. Consumo de álcool entre estudantes de enfermagem. Rev Fund Care Online. 2017 jan/mar; 9(1):64-70. DOI: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.2017.v9i1.64-70.

- Monteiro MG. A iniciativa SAFER da Organização Mundial da Saúde e os desafios no Brasil para a redução do consumo nocivo de bebidas alcoólicas. Epidemiol. serv. saúde. [Internet]. 2020. [acesso em 20 de abril 2020];29(1):e2020000. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/ress/v29n1/2237-9622-ress-29-01-e2020000.pdf.

- Scafato E, Caputo F, Patussi V, Babinot P, Addolorato G, Testino G.The Undertreatment of alcohol-related liver diseases among people with alcohol use disorder. Eur Rev Med Pharmacol Sci.2020; 24:974–82.

- Cordeiro E, Silva L, Mendes E, Silva L, Duarte V, Lima Évelyn. Tentativa de suicídio e fatores associados ao padrão uso e abuso do álcool. SMAD Rev Eletr Saúde Mental Álcool Drog. [Internet]. 2020 [acesso em 17 de outubro de 2020];16(1):1-10. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/smad/article/view/166991.