Quality of life according to the most prevalent comorbidities in the elderly with the acquired immunodeficiency virus / Qualidade de vida segundo comorbidades mais prevalentes em idosos com o vírus da imunodeficiência adquirida

Main Article Content

Kydja Milene Souza Torres de Araújo
http://orcid.org/0000-0001-5258-8780
Suelane Renata Renata de Andrade Silva
https://orcid.org/0000-0002-2501-8245
Givânya Bezerra de Melo
http://orcid.org/0000-0001-8951-4881
Márcia Carréra Campos Leal
http://orcid.org/0000-0002-3032-7253
Ana Paula de Oliveira Marques
http://orcid.org/0000-0003-0731-8065
Rosilene Santos Baptista
http://orcid.org/0000-0001-7400-7967

Resumo

Objetivo: avaliar a qualidade de vida segundo as comorbidades mais prevalentes em idosos com HIV. Método: estudo transversal realizado com 241 idosos de ambos os sexos usuários dos serviços de referência para acompanhamento do paciente com HIV. Os dados foram obtidos por meio da entrevista face a face com o preenchimento de um questionário sociodemográfico e clínico além do HIV/AIDS Target-Quality of life. Resultados: as três comorbidades mais prevalentes foram hipertensão, diabetes e osteoporose e dentre todas as comorbidades encontradas, apenas a hipertensão e o diabetes não apresentaram diferença estatisticamente significante com nenhuma das dimensões do HIV/AIDS Target-Quality of life. Conclusão: osteoporose e osteoartrose são as comorbidades que tem impacto em mais dimensões da qualidade de vida.




 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
1.
Araújo KMST de, Silva SRR de A, Melo GB de, Campos Leal MC, Marques AP de O, Baptista RS. Quality of life according to the most prevalent comorbidities in the elderly with the acquired immunodeficiency virus / Qualidade de vida segundo comorbidades mais prevalentes em idosos com o vírus da imunodeficiência adquirida. R. pesq. cuid. fundam. online [Internet]. 8º de fevereiro de 2022 [citado 24º de setembro de 2022];14:e-10795. Disponível em: http://seer.unirio.br/cuidadofundamental/article/view/10795
Seção
Research
Biografia do Autor

Kydja Milene Souza Torres de Araújo, Universidade de Pernambuco / Universidade Estadual da Paraíba

Graduação em Enfermagem. Mestre em Gerontologia pela Universidade Federal de Pernambuco. Doutoranda em Enfermagem pelo Programa Associado de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade de Pernambuco/Universidade Estadual da Paraíba.

Suelane Renata Renata de Andrade Silva, Universidade Federal da Paraíba

Graduação em Nutrição. Mestre em Gerontologia pela Universidade Federal de Pernambuco. Doutoranda em Enfermagem pelo Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal da Paraíba.

Givânya Bezerra de Melo, Universidade de Pernambuco / Universidade Estadual da Paraíba

Graduação em Enfermagem. Mestre em Enfermagem pela Universidade Federal de Alagoas. Doutoranda em Enfermagem pelo Programa Associado de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade de Pernambuco/Universidade Estadual da Paraíba.

Márcia Carréra Campos Leal, Universidade Federal de Pernambuco

Graduação em Odontologia. Mestre em Endodontia pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Doutorado em Odontologia Preventiva pela Universidade de Pernambuco. Pós-Doutorado pela Escola Superior de Enfermagem de Coimbra/Portugal. Professora Titular da Área Acadêmica de Medicina Social da UFPE

Ana Paula de Oliveira Marques, Universidade Federal de Pernambuco

Graduação em Nutrição. Mestrado em Nutrição em Saúde Pública e Doutorado em Nutrição pela Universidade Federal de Pernambuco. Pós-Doutorado pela Escola Superior de Enfermagem de Coimbra/Portugal. Professora Associada 4 - Centro de Ciências Médicas da UFPE

Rosilene Santos Baptista, Universidade Estadual da Paraíba

Graduação em Enfermagem. Mestrado em Health Studies pela University Of Kent At Canterbury (Inglaterra). Doutorado em Enfermagem pela Universidade Federal do Ceará. Professora Doutora Nível C do departamento de enfermagem da Universidade Estadual da Paraiba – UEPB

Plum Analytics

Referências

Boender TS, Smit C, Sighem AV, Bezemer D, Ester CJ, Zaheri S, et al. AIDS Therapy Evaluation in the Netherlands (ATHENA) national observational HIV cohort: cohort profile. BMJ Open [Internet] 2018 [cited Oct 10, 2020] Sep 24;8(9):e022516. Disponível em: https://bmjopen.bmj.com/content/8/9/e022516

Affeldt ÂB, Silveira MFD, Barcelos RS. Perfil de pessoas idosas vivendo com HIV/aids em Pelotas, sul do Brasil, 1998 a 2013. Epidemiol Serv Saúde [Internet] 2015 [cited Oct 10, 2020];24:79-86. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S2237-96222015000100079&lng=en&nrm=iso&tlng=pt

Allavena C, Hanf M, Rey D, Duvivier C, BaniSadr F, Poizot-Martin I, et al. Antiretroviral exposure and comorbidities in an aging HIV-infected population: The challenge of geriatric patients. PloS one [Internet] 2018 [cited Oct 10, 2020];13(9):e0203895. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/30240419/

Brucki SMD, Nitrini R, Caramelli P, Bertolucci PHF, Okamoto IH. Sugestões para o uso do mini-exame do estado mental no Brasil. Arq. Neuropsiquiatr [Internet] 2003 [cited Nov 15, 2020];61(3B):777-81. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0004-282X2003000500014

Campbell G, Skillings JH. Nonparametric Stepwise Multiple Comparison Procedures. J Am Stat Assoc 80, no. 392 [Internet] 1985 [cited Nov 15, 2020]: 998-1003. Disponível em: https://www.jstor.org/stable/2288566?seq=1

Santos PM, Souza BC, Marinho A, Mazo GZ. Percepção de qualidade de vida entre idosos jovens e longevos praticantes de hidroginástica. Rev. Bras. Qual. Vida [Internet] 2013 [cited Nov 20, 2020]; 5(1):1-11. Disponível em: https://periodicos.utfpr.edu.br/rbqv/article/view/1324

Silva RAR, Duarte FHS, Nelson ARC, Holanda JRR. A epidemia da aids no Brasil: análise do perfil atual. Rev enferm UFPE on line [Internet] 2013 [cited Nov 20, 2020] 7(10):6039-8. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/view/12233/14841

Cann O. Além de nossa existência: perspectivas para atingir a igualdade de gênero no local de trabalho atingem o ano 2186. World Economic Forum, 91-93 route de la Capite. Cologny/Geneva, 2016.

Brasil. Ministerio da Saude. Secretaria de Vigilancia em Saude. Boletim epidemiologico HIV Aids 2018. Brasilia, 2018a. [cited Oct 10, 2020]. Disponível em: http://www.aids.gov.br/pt-br/pub/2018/boletim-epidemiologico-hivaids-2018

Melo ES, Rozendo CA, Argolo JM, Queiroz AN, Gir E, Reis R. Mecanismos de enfrentamento utilizados por mulheres vivendo com HIV/aids. Rev Cub Enfermería [Internet] 2017[cited Nov 25, 2020]33(3):1-14. Disponível em: http://revenfermeria.sld.cu/index.php/enf/article/view/1308/289

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas para Manejo da Infecção pelo HIV em Adultos [Internet] 2018 [cited Nov 25, 2020]. Disponível em: http://www.aids.gov.br/pt-br/pub/2013/protocolo-clinico-e-diretrizes-terapeuticas-para-manejo-da-infeccao-pelo-hiv-em-adultos

Silva-Santos AC, Matos MA, Galvão-Castro B. Reabsorção no metabolismo ósseo de pacientes hiv-positivos. Acta Ortop. Bras.[Internet] 2009 [cited Nov 25, 2020];17(2):50-2. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1413-78522009000200010&script=sci_abstract&tlng=pt

Silva MNM, Brito LMO, Chein MBC, Brito LGO et al. Depressão em mulheres climatéricas: análise de mulheres atendidas ambulatorialmente em um hospital universitário no Maranhão. Rev. Psiquiatr. Rio Gd. Sul.[Internet] 2008 [cited Nov 28, 2020];30(2): 150-154. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0101-81082008000300011&script=sci_abstract&tlng=pt

Prabhat JHA, Ramasundarahettige C, Landsman V, Rostron B, Thun M, Anderson RN, Mcafee T, Richard Peto FRS. 21st-Century Hazards of Smoking and Benefits of Cessation in the United States. N. Engl. J. Med. [Internet] 2013 [cited Nov 28, 2020] 368(4):341-350. Disponível em: https://www.jvascsurg.org/article/S0741-5214(13)00645-9/fulltext

Filho ETC. Medicina Preventiva no idoso. “In”: Papaléo Netto M. Tratado de Gerontologia: 2ª ed. São Paulo: Editora Atheneu; 2007. p.795-805

Lima ALLM, Godoy AL, Oliveira PRD, Gobbi RG et al. Alterações ortopédicas na AIDS. Rev Bras Ortop.[Internet] 2009 [cited Nov 28, 2020];44(3):186-90. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162009000300002#:~:text=As%20altera%C3%A7%C3%B5es%20osteoarticulares%20mais%20frequentemente,e%20capsulite%20adesiva%20de%20ombros.

Rodrigues IG, Barros MBA. Osteoporose autorreferida em população idosa: pesquisa de base populacional no município de Campinas, São Paulo. Rev Bras Epidemiol [Internet] 2016 [cited Nov 28, 2020];19(2): 294-306. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1415-790X2016000200294&script=sci_abstract&tlng=pt

Arnold CM, Busch AJ, Schachter CL, Harrison L, Olszynski W. The relationship of intrinsic fall risk factors to a recent history of falling in older women with osteoporosis. J Orthop Sports Phys Ther [Internet] 2005 [cited Nov 30, 2020];35(7): 452-60. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/16108586/

Santos NMF, Tavares DMS, Dias FA, Oliveira KF, Rodrigues LR. Qualidade de vida e capacidade funcional de idosos com osteoporose. Rev. Min. Enferm.;16(3): 330-338, jul./set., 2012. Disponível em: http://www.reme.org.br/artigo/detalhes/535

Marconcin P, Espanha M, Yázigi F, Marques A, Campos P, Rosado A. O impacto dos sintomas da osteoartrose nas estratégias de coping em idosos. Psic., Saúde & Doenças vol.20 no.1 Lisboa mar. [Internet] 2019 [cited Nov 30, 2020]. Disponível em: http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862019000100013

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)