ACCESSION OF INDIVIDUALS TO HEMODIALYSIS THERAPY

Main Article Content

Margrid Beuter
Luana Rodrigues Muller
Cecília Maria Brondani
Macilene Regina Pauletto
Arlete Maria Brentano Timm
Nara Marilene Oliveira Girardon-Perlini

Resumo

Objetivo: analisar os indicadores de adesão relacionados com o perfil sociodemográfico de indivíduos submetidos ao tratamento hemodialítico. Método: pesquisa quantitativa realizada com 56 indivíduos em hemodiálise numa clínica renal no interior do Rio Grande do Sul. Os dados foram coletados por meio de questionário e consulta ao prontuário, nos meses de agosto e setembro de 2008. Resultados: os indivíduos casados com idade acima de 60 anos, analfabetos, ou ensino fundamental incompleto, com tempo de tratamento entre um a cinco anos adotaram maior quantidade de indicadores de adesão; indivíduos com renda superior a cinco salários mínimos aderiram a menos indicadores. Conclusão: Existem vários fatores envolvidos na adesão ao tratamento hemodialítico agindo de forma inter-relacionada. Cada indivíduo segue o tratamento de forma única e singular, influenciado por inúmeros fatores adquiridos ao longo da vida. Essas particularidades condicionam a resposta ao tratamento e devem ser entendidas pelos profissionais de saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
1.
Beuter M, Muller LR, Brondani CM, Pauletto MR, Timm AMB, Girardon-Perlini NMO. ACCESSION OF INDIVIDUALS TO HEMODIALYSIS THERAPY. R. pesq. cuid. fundam. online [Internet]. 15º de março de 2013 [citado 21º de janeiro de 2022];5(2):3558-66. Disponível em: http://seer.unirio.br/cuidadofundamental/article/view/2147
Seção
Research
Biografia do Autor

Margrid Beuter, Universidade Federal de Santa Maria

Professora Adjunto do Departamento de Enfermagem da UFSM desde 1986. Doutora em Enfermagem pela Escola Anna Nery - UFRJ. Atual coordenadora do Curso de Graduação em Enfermagem da UFSM. Faço parte do corpo docente do Curso de Mestrado em Enfermagem da UFSM e leciono disciplinas para a graduação. Desenvolvo projetos de pesquisa na área do cuidado de enfermagem com adultos, idosos e família (familiar cuidador e acompanhante), tanto no hospital quanto no domicílio. Temática centra-se em doenças crônicas entre estas diabetes, insuficiência renal crônica e câncer. Desenvolvo desde 1999 projeto de extensão no hospital universitário sobre datas comemorativas na clínica médica com pacientes internados.

Luana Rodrigues Muller, Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (CEREST) – Oeste de Alegrete, RS

Enfermeira do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (CEREST) – Oeste de Alegrete, RS.

Cecília Maria Brondani, Hospital Universitário de Santa Maria (HUSM)

Doutoranda do DINTER/Novas Fronteiras UNIFESP/UFSM/UFRJ. Enfermeira do Serviço de Internação Domiciliar do Hospital Universitário de Santa Maria (HUSM). Membro do Grupo de Pesquisa Cuidado, Saúde e Enfermagem– UFSM.

Macilene Regina Pauletto, do Hospital Universitário de Santa Maria (HUSM)

Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem – UFSM. Enfermeira do Setor de Nefrologia do HUSM. Membro do Grupo de Pesquisa Cuidado, Saúde e Enfermagem– UFSM.

Arlete Maria Brentano Timm, Hospital Universitário de Santa Maria (HUSM)

Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem – UFSM. Enfermeira do Setor de Nefrologia do HUSM. Membro do Grupo de Pesquisa Cuidado, Saúde e Enfermagem– UFSM.

Nara Marilene Oliveira Girardon-Perlini, Universidade Federal de Santa Maria - UFSM

Doutora em Enfermagem. Professora Adjunto do Departamento de Enfermagem e Programa de Pós-Graduação em Enfermagem (PPGEnf) da UFSM/RS. Membro do Grupo de Pesquisa Cuidado, Saúde e Enfermagem.

Plum Analytics

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)