Nursing strategies for the prevention of postpartum depression / Estratégias de enfermagem na prevenção da depressão pós-parto

Main Article Content

Marina Delli Zotti Souza Viana
Fernanda Almeida Fettermann
Mônica Bimbatti

Resumo

Objetivo: Identificar na literatura as estratégias utilizadas pelos(as) enfermeiros(as) na prevenção da depressão pós-parto. Metodologia: Revisão integrativa da literatura realizada nas bases de dados da Biblioteca Virtual da Saúde da Literatura Científica e Técnica da América Latina e Caribe, Base de Dados de Enfermagem Medical Literature Analysisand Retrieval SystemOnline, por meio dos descritores depressão pós-parto and “enfermagem” e “Depression Postpartum” and “nursing”. Resultados:  A amostra foi constituída de nove estudos. Para a análise foi realizada a categorização dos trabalhos por similaridade de conteúdo, sendo construídas duas categorias para a análise: o acolhimento como estratégia de prevenção da depressão pós-parto e o grupo de gestante como espaço de troca de experiência. Conclusão: Prevenir a DPP é uma ação de fácil abordagem, com baixo custo e de viável execução na prática do enfermeiro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
1.
Viana MDZS, Fettermann FA, Bimbatti M. Nursing strategies for the prevention of postpartum depression / Estratégias de enfermagem na prevenção da depressão pós-parto. R. pesq. cuid. fundam. online [Internet]. 1º de maio de 2021 [citado 17º de janeiro de 2022];12:953-7. Disponível em: http://seer.unirio.br/cuidadofundamental/article/view/6981
Seção
Integrative Review of the Literature
Biografia do Autor

Marina Delli Zotti Souza Viana, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Nursing Graduate by the Faculdade de Ciências da Saúde (FUMEC), Specialist’s Degree in Obstetrical Nursing by the FICSAE.

Fernanda Almeida Fettermann, Universidade Norte do Paraná

Nursing Graduate by the Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA), PhD student in Science Education by the UFRGS.

Mônica Bimbatti, Centro Universitário São Camilo

Nursing Graduate by the Universidade de São Paulo (USP), PhD student in Nursing by the Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Professor of the Nursing Graduation Course at Centro Universitário São Camilo, Professor of the Nursing Postgraduate Program at FICSAE.

Plum Analytics

Referências

Cruz EBS, Simões GL, Cury AF. Rastreamento da depressão pós-parto em mulheres atendidas pelo Programa de Saúde da Família. RevBrasGinecol Obstet. 2005; 27(4): 181-188. Available at: <http://www.scielo.br/pdf/rbgo/v27n4/a04v27n4>Acesso em: 31 mar. 2017.

Ribeiro WG, Andrade M. O papel do enfermeiro na prevenção da depressão pós-parto (DPP). Informe-se em promoção da saúde. 2009; 5(1):7-9. Available at: <http://www.uff.br/promocaodasaude/dpp3.pdf>Acesso em: 2 abr. 2017.

Hildebrandt FMP. Depressão pós-parto: aspectos epidemiológicos e tratamento cognitivo-comportamental [tese]. [Rio de Janeiro]: Universidade Federal do Rio de Janeiro, Doutorado em Psicologia; 2013. 148f.

Schmidt EB, Piccoloto NM, Muller MC. Depressão pós-parto: fatores de risco e repercussões no desenvolvimento infantil . Psico-USF. 2004; 9(2):61-68. Available at: <http://www.scielo.br/pdf/pusf/v10n1/v10n1a08.pdf>Acesso em: 5 abr. 2017.

Prata AKAV, Barros IPM. Expectativas e experiências da maternidade na gestação a termo e na gestação pré-termo: estudo comparativo com auxílio de Técnica Projetiva. Aletheia. 2012; v. 38, p.132-152. Available at: <http://pepsic.bvsalud.org/pdf/aletheia/n38-39/n38-39a11.pdf>Acesso em: 31 mar. 2017.

Cunha AB et al. A importância do acompanhamento psicológico durante a gestação em relação aos aspectos que podem prevenir a depressão pós-parto. Saúde e Pesquisa. 2012; 5(3):579-586. Available at: http://www.cesumar.br/pesquisa/periodicos/index.php/saudpesq/article/viewArticle/. Acesso em: 05 abr. 2017.

Konradt CE et al. Depressão pós-parto e percepção de suporte social durante a gestação. Revista Psiquiatria Rio Grande do Sul. 2011; 33(2): 76-79. Available at: <http://www.scielo.br/pdf/rprs/v33n2/1355.pdf>Acesso em: 30 mar. 2017.

Sobreira NAS, Pessôa CGO. Assistência de enfermagem na detecção da depressão pós-parto. Revista Enfermagem Integrada (Ipatinga). 2012; 5(1):905-918. Available at: https://www.unilestemg.br/enfermagemintegrada/artigo/v5/04-assistencia-de-enfermagem-na-deteccao-da-depressao-pos-parto.pdfAcesso em: 31 mar. 2017.

Figueira, A. Escala de Depressão Pós-natal de Edimburgo para triagem no sistema público de saúde. Rev Saúde Pública; 2009;43(Supl. 1):79-84. Available at: http://www.scielosp.org/pdf/rsp/v43s1/744.pdf Acesso em: 07 jun. 2017.

Mendes KDS, Silveira RCCP, Galvão CM. Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto contexto-enferm. 2008. Available at: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-07072008000400018>Acesso em: 02 jun. 2017.

Ruiz, B.M.I. Tristeza/depressão na mulher: uma abordagem no período gestacional e/ou puerperal. Rev. Eletr. Enf. [Internet]. 2008;10(4):966-78. Available at: https://www.fen.ufg.br/revista/v10/n4/v10n4a09.htm Acesso em: 25 jul. 2017.

Meira et al. Desafios para profissionais da atenção primária no cuidado à mulher com depressão pós-parto. Texto Contexto Enferm, Florianópolis, 2015; Jul-Set; 24(3): 706-12. Available at: http://www.scielo.br/pdf/tce/v24n3/pt_0104-0707-tce-24-03-00706.pdf Acesso em: 25 jul. 2017.

Freitaset al. Accommodation set in a university hospital: postpartum depression in nurses’ perspective. J. res.: fundam. care. Online. 2014; abr./jun. 6(2):1202-1211. Available at: http://seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/viewFile/2999/pdf_1378 Acesso em: 25 jul. 2017.

Arrais, A.R; Alves, m; Fragalle, B. O pré-natal psicológico como programa de prevenção à depressão pós-parto. Saúde Soc. 2014; São Paulo, v.23, n.1, p.251-264. Available at: http://www.scielo.br/pdf/sausoc/v23n1/0104-1290-sausoc-23-01-00251.pdf Acesso em: 25 jul. 2017.

Heather J. et al. Prevention of postnatal mental health problems in women: knowledge exchange in primary care in Victoria, Australia. Ealth Promot J Austr. 2015; 26(1):64-69. Available at: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/25773160 Acesso em: 25 jul. 2017.

Gomeset et al. Identificação dos fatores de risco para depressão pós-parto: importância do diagnóstico precoce. Rev. Rene. 2010; 11:117-123. Available at: http://www.revistarene.ufc.br/edicaoespecial/a13v11esp_n4.pdf Acesso em: 25 jul. 2017.

Valença, C.N; Germano, R.M. Prevenindo a depressão puerperal na estratégia saúde da família: ações do enfermeiro no pré-natal. Rev. Rene. 2010; v. 11 (2): 129-139. Available at: http://www.revistarene.ufc.br/vol11n2_pdf/a15v11n2.pdf Acesso em: 25 jul. 2017.

BRASIL. Pré-natal e Puerpério: atenção qualificada e humanizada – Manual técnico/Ministério da Saúde, Secretaria de atenção à saúde, Departamento de Ações Programáticas Estratégias – Brasília, 2006. Available at: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/manual_pre_natal_puerperio_3ed.pdf

Acesso em: 28 jul. 2017.

Costa, G.D et al. Saúde da família: desafios no processo de reorientação do modelo assistencial. Rev. bras. Enferm. 2009; 62 (1):113-118. Available at: http://www.scielo.br/pdf/reben/v62n1/17.pdf Acesso em: 05 ago. 2017.

Winck, D.R. Responsabilidade legal do enfermeiro em obstetrícia. Revista Brasileira de Enfermagem (Impresso). 2010; 63:. 464-469. Available at: < http://editora.unoesc.edu.br/index.php/apeuv/article/view/12872/6911

>Acesso em: 03 ago. 2017.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)