The Nursing Students’ Viewpoint Regarding the Papanicolaou Test for Gynecological Diseases Diagnosis / Percepção dos Estudantes de Enfermagem Sobre o Exame Papanicolau para Diagnóstico das Doenças Ginecológicas

Main Article Content

Talita Araujo de Souza
Kamila Nethiely Souza Leite
Fabíola Kelly Formiga Medeiros
Geisiani Sousa Nunes
Kilmara Melo de Sousa
Erta Soraya Ribeiro César

Resumo

Objetivo: Desvelar a percepção dos estudantes de enfermagem sobre o exame Papanicolau no diagnóstico das doenças ginecológicas. Métodos: descritivo e exploratório, com abordagem quali-quantitativa. A pesquisa foi realizada nas Faculdades Integradas de Patos no curso de enfermagem. A amostra composta por 100 estudantes de enfermagem que aceitaram participar da pesquisa. Resultados: Todos os estudantes sabem da eficácia do exame, porém nem todos tiveram a oportunidade de realizar o mesmo durante os estágios, além disso, nota-se que os estudantes sabem a importância do exame Papanicolau e as orientações necessárias para a saúde da mulher. Conclusão: Evidenciou-se a importância do conhecimento téorico e prático dos estudantes e futuros profissionais da enfermagem, sobre a conduta do exame e orientações a serem repassadas para as usuarias que venham a realizar o papanicolau.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
1.
Souza TA de, Leite KNS, Medeiros FKF, Nunes GS, de Sousa KM, César ESR. The Nursing Students’ Viewpoint Regarding the Papanicolaou Test for Gynecological Diseases Diagnosis / Percepção dos Estudantes de Enfermagem Sobre o Exame Papanicolau para Diagnóstico das Doenças Ginecológicas. R. pesq. cuid. fundam. online [Internet]. 4º de outubro de 2019 [citado 17º de maio de 2022];11(5):1167-72. Disponível em: http://seer.unirio.br/cuidadofundamental/article/view/6994
Seção
Research

Plum Analytics

Referências

Lins B, Sartor BC, Scariot PK, Tusset C. Citologia oncótica: aplicabilidade e atuação do profissional biomédico na área. Pesquisa e Extensão da FSG. 2014; 2(2): 27-29.

Silva KB, Bezerra AFB, Chaves LDP, Tanaka OY. Integralidade no cuidado ao câncer do colo do útero: avaliação do acesso. Rev. Saúde Pública. 2014; 48(2): 240-248.

https://doi.org/10.1590/S0034-8910.2014048004852

PMid:24897045 PMCid:PMC4206144

Gomes CHR, Silva JAD, Ribeiro JA, Penna RMM. Câncer cervicouterino: correlação entre diagnóstico e realização prévia de exame preventivo em serviço de referência no norte de Minas Gerais. Rev bras cancerol. 2012; 58(1): 41-45.

Durand MK, Heidemann ITSB. Promoção da autonomia da mulher na consulta de enfermagem em saúde da família. Rev esc enferm USP. 2013; 47(2): 288-295.

https://doi.org/10.1590/S0080-62342013000200003

PMid:23743892

Gil AC. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6ª ed. São Paulo (SP): Atlas, 2008.

Minayo MCS. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 9ª ed. São Paulo (SP): Hucitec, 2006.

Brasil. Conselho Nacional De Saúde. Resolução n. 466 de 12 de dezembro de 2012. Trata de pesquisas e testes em seres humanos. Brasília: Diário Oficial da União, 2013.

Silva SGD, Simões ALB, Sousa MF, Almeida EC, Soares RLM, Bueno SMV. Adesão e conhecimento de discentes de enfermagem sobre o exame papanicolau: uma proposta de abordagem crítico-social. Arquivos de Ciências da Saúde da UNIPAR. 2015; 19(1): 18-23.

https://doi.org/10.25110/arqsaude.v19i1.2015.5260

Perrotte N, Gomez A, Mason G, Stroup D. An assessment of knowledge, attitudes and behaviour regarding the human papillomavirus. West Indian med. 2012; 61(1): 58-63.

Leite KNS, Ribeiro KRSS, Ferreira CT, Sgren CAS, Lacet ZAA. O uso da internet como ferramenta de apoio na formação do estudante de enfermagem. Rev enferm UFPE on line. 2012; 6(8): 1767-73.

Silva ASDJ, Moreira VCT, Santana FE, Almeida PC, Bezerra PAK. Fatores de risco para câncer de colo do útero segundo resultados de IVA, citologia e cervicografia. Revista da Escola de Enfermagem da USP. 2010; 44(4): 911-919.

https://doi.org/10.1590/S0080-62342010000400008

PMid:21337771

Lima ANF, Nascimento EGC, Alchieri JC. Adesão ao exame de citologia oncótica: um olhar sobre a saúde da mulher. Rev. APS. 2014; 17(3): 303-310.

Casate JC, Corrêa AK. The humanization of care in the education of health professionals in undergraduate courses. Rev Esc Enferm USP. 2012; 46(1): 219-226.

https://doi.org/10.1590/S0080-62342012000100029

PMid:22441287

Rossi NF, Fortuna CM, Matumoto S, Marciano FM, Silva JB, Silva JS. As narrativas de estudantes de enfermagem nos portfólios do Estágio Curricular Supervisionado. Revista Eletrônica de Enfermagem. 2014; 16(3):,566-574.

https://doi.org/10.5216/ree.v16i3.25691

Jorge RJB, Diógenes MAR, Cruz MFAD, Sampaio LRL, Jorge-Júnior R. Exame Papanicolaou: sentimentos relatados por profissionais de enfermagem ao se submeterem a esse exame. Ciência & Saúde Coletiva. 2011; 16(5): 2443-2445.

https://doi.org/10.1590/S1413-81232011000500013

PMid:21655717

Rodrigues JZ, Schonholzer TE, Lemes AG. Perfil das mulheres que realizam o exame Papanicolau em uma estratégia de saúde da família. J Nurs Health. 2016; 6(3): 391-401.