Interlaces among health, sustainability and enviroment: an integrative review / Entrelaces entre a saúde, sustentabilidade e meio ambiente: uma revisão integrativa

Main Article Content

Márcia Kaster Portelinha
http://orcid.org/0000-0003-3649-6557
Camila Almeida
http://orcid.org/0000-0002-3666-0874
Natália Rosiely Costa Vargas
http://orcid.org/0000-0003-0081-9895
Caroline Vascocellos Lopes
http://orcid.org/0000-0002-7327-3945

Resumo

Objetivo: conhecer o que vem sendo descrito sobre a saúde, sustentabilidade e meio ambiente. Métodos: revisão integrativa realizada de março a abril de 2019. Os termos: saúde, sustentabilidade e meio ambiente. Os filtros: ser editado nos últimos 5 anos; estar relacionado com a conservação de recursos naturais; estar disponibilizado na íntegra e ser artigo científico. Análise utilizada foi de conteúdo, orientada por Bardim. Resultados: foram selecionados 13 artigos, com seu conteúdo organizado nas categorias: abrangência da saúde, que retrata a multiplicidade de fatores que interferem na saúde; olhando para a sustentabilidade, que traz a perspectiva do desenvolvimento social a partir da reutilização dos recursos; e, questões que influenciam o meio ambiente, apresentando o indivíduo como parte da natureza. Conclusão: foi demostrando a importância de cada tema, a ligação natural dos mesmos, e como se cuidando de um, automaticamente se tem o reflexo nos outros.




 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
1.
Portelinha MK, Almeida C, Vargas NRC, Lopes CV. Interlaces among health, sustainability and enviroment: an integrative review / Entrelaces entre a saúde, sustentabilidade e meio ambiente: uma revisão integrativa. R. pesq. cuid. fundam. online [Internet]. 8º de junho de 2021 [citado 29º de novembro de 2021];13:1001-6. Disponível em: http://seer.unirio.br/cuidadofundamental/article/view/9767
Seção
Integrative Review of the Literature
Biografia do Autor

Márcia Kaster Portelinha, Universidade Federal de Pelotas

Fisioterapeuta.  Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal de Pelotas

Camila Almeida, Universidade Federal de Pelotas

Enfermeira. Doutora pelo Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal de Pelotas

Natália Rosiely Costa Vargas, Universidade Federal de Pelotas

Enfermeira. Doutoranda no Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Enfermagem (FEn) da Universidade Federal de Pelotas/RS (UFPel). Enfermeira assistencial da Prefeitura Municipal de Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil.

Caroline Vascocellos Lopes, Universidade Federal de Pelotas

Enfermeira. Doutora pelo Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal de Pelotas

Plum Analytics

Referências

World Health Organization (WHO). 13th General programme of work 2019-2023. Promote health keep the world safe serve the vulnerable. 2018, 64p. [acesso em 20 junho de 2019]. Disponível em: https://www.who.int/about/what-we-do/thirteenth-general-programme-of-work-2019-2023

Brasil. Câmara dos Deputados. Constituição da República Federativa do Brasil de 05 de outubro de 1988. [acesso em 21 junho de 2019].Disponível em: http: www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm

Ministério da Saúde (MS). Ministério da Previdência e Assistência Social. Relatório Final da 8a Conferência Nacional da Saúde Brasília: MS; 1986.

Ribeiro SM, Bógus CM, Watanabe HAW. Agricultura urbana agroecológica na perspectiva da promoção da saúde. Saúde Soc. [Internet]. 2015. June; 24 (2): 730-743. [acesso em 20 junho de 2019]. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-12902015000200026

Zanirato SH, Rotondaro T. Consumo, um dos dilemas da sustentabilidade. Estud. av. (Online)2016; 30: 77-92. [acesso em 20 junho de 2019]. Disponível em: https://dx.doi.org/10.1590/s0103-40142016.30880007

Philippi Jr. A. Ambiente, saúde e sustentabilidade no contexto das cidades. Acta Paul. Enferm. (Online). 2017; 30: III-VI. [acesso em 21 junho de 2019]. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/1982-0194201700033

Soares CB, Hoga LAK, Peduzzi M, Sangaleti C, Yonekura T, Silva DRAD. Revisão

integrativa: conceitos e métodos utilizados na enfermagem. Rev. Esc. Enferm. USP 2014;

: 335-45. [acesso em 22 junho de 2019]. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0080-6234201400002000020

Mendes KD, Silveira RC, Galvão CM. Revisão integrativa: método de pesquisa para

a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto & contexto enferm. [periódico na internet]. 2008 out/dez [acesso em 2019 mar 15]; 17(4): 758-764. [acesso em 21 junho de 2019]. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-07072008000400018

Brasil. Lei nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998. Direitos autorais. [acesso em 20 junho de 2019]. Disponível em: https://www2.senado.leg.br/bdsf/bitstream/handle/id/243240/L9610.1998.pdf?sequence=1&isAllowed

Berry EM, Dernini S, Burlingame B, Meybeck A, Conforti P. Food security and sustainability: can one exist without the other? Public health nutr. 2015; 18: 2293-302.

Dewulf J, Benini L, Mancini L, Sala S, Blengini GA, Ardente F, Recchioni M, Maes J, Pant R, Pennington D. Rethinking the area of protection “Natural Resources” in life cycle assessment. Environ. sci technol. 2015; 49(9):5310–5317.

Fiorella KJ, Milner EM, Salmen CR, Hickey MD, Omollo DO, Odhiambo A, Mattah B, Bukusi EA, Fernald LCH, Brashares JS. Human health alters the sustainability of fishing prectices in East Africa. Proc. Natl. Acad. Sci. U. S. A. 2017 Apr 18;114(16): 4171-4176.

Sánches RS, Ramirez AE. Mercado el 100, experiencia de consumo participativo para favorecer la sustentabilidad de la agricultura y los sistemas alimentarios. Agric. Soc. desarro. 2016; 13(1):105-129. [acesso em 20 junho de 2019]. Disponível em: http://www.scielo.org.mx/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1870-54722016000100105&lng=es&tlng=es

Ribeiro H, Jaime PC, Ventura D. Alimentação e sustentabilidade. Estud. av. 2017; 31(89), 185-198. [acesso em 21 junho de 2019]. Disponível em: https://dx.doi.org/10.1590/s0103-40142017.31890016

Di Giulio GM, Vasconcellos MD, Günther WM, Ribeiro H, Assunção JV. Percepção de risco: um campo de interesse para a interface ambiente, saúde e sustentabilidade. Saúde Soc. [Internet]. 2015; 24 (4): 1217-1231. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-12902015136010

Oliveira EF, Jesus VS, Siqueira SM, Alves TD, Santos IM, Camargo CL. Promovendo saúde em comunidades vulneráveis: tecnologias sociais na redução da pobreza e desenvolvimento sustentável. Rev. gaúch. enferm. 2015; 36: 200-206. [acesso em 22 junho de 2019]. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/1983-1447.2015.esp.56705

Marques EC, Marques RC. Roteiro para a sustentabilidade na produção de refeições. Hig. aliment. 2017; 31(266/267): 140-144. [acesso em 21 junho de 2019]. Disponível em: https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/biblio-833501

Silva MG. Sustentabilidade socioambiental e a retórica neodesenvolvimentista: apontamentos sobre meio ambiente e saúde no Brasil. Serv. soc. soc. 2015; 123: 428-446. [acesso em 22 junho de 2019]. Disponível em: https://dx.doi.org/10.1590/0101-6628.031

Ribeiro C, Sabóia V, Souza DJ. Impacto ambiental, trabalho e saúde de pescadores artesanais: a educação popular em foco. Rev. Pesqui. (Univ. Fed. Estado Rio J., Online). [Internet]. 2015 Jul;7(3):2835–45. [acesso em 22 junho de 2019]. Disponível em: http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/3845/pdf_1632