HUMANIZATION IN CARDIO-INTENSIVE UNIT: CARE FROM THE PERSPECTIVE OF THE PATIENT

Gunnar Glauco De Cunto Taets, Nebia Maria Almeida de Figueiredo, Mônica Maria Lopes Freire, Claudemir dos Santos, Andre Casarsa Marques, João Luiz Fernandes Petriz

Resumo


Objetivo:analisar a percepção de pacientes sobre a humanização da assistência hospitalar em uma Unidade de Cuidados Intensivos Cardiológicos.

Métodos: estudo transversal com abordagem qualitativa dos dados coletados através do preenchimento de um questionário respondido por 30 sujeitos de pesquisa

Resultados: evidenciamos características favoráveis e desfavoráveis em relação ao cuidado humanizado. Características favoráveis: ouvir (85%), tocar (90%) e identificar o paciente pelo nome (93%). características desfavoráveis: temperatura do ambiente (43%), barulho no setor (33%) e a falta de informação do seu estado de saúde/doença (16%).

Conclusão: foram apontados como fatores para humanização da assistência hospitalar segundo a percepção de pacientes internados em uma unidade de cuidados cardio-intensivos aspectos relacionados a afetividade e a individualização no tratamento. Nos depoimentos fica claro que o paciente, ao falar de humanização, reconhece o humano no outro que se traduz por um cuidado com carinho, atenção, paciência e respeito.


Palavras-chave


enfermagem; cardiologia; humanização da assistência hospitalar; unidade de terapia intensiva

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.rpcfo.v4.1771 

Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2019 Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Novas regras para submissão de artigos na RPCFO a partir de 01/07/2018. Clique aqui.

O atendimento telefônico da secretaria funciona de 06:00 as 09:00, de segunda a sexta feira.

 

        

Crossref Metadata User Badge
SCImago Institutions Rankings