Meconium aspiration syndrome: identifying obstetric and neonatal risk situations

Main Article Content

Sheila Duarte Mendonça
Vanessa Gomes de Oliveira Medeiros
Nilba Lima Souza
Rhuama Karenina Costa Silva
Samara Isabela Maia Oliveira

Resumo

Objetivo: identificar as situações de risco obstétricas e neonatais que favoreceram a síndrome da aspiração meconial, bem como as complicações na evolução clínica apresentadas por esses neonatos. Métodos: Estudo quantitativo, retrospectivo e de análise documental, realizado entre janeiro de 2009 a dezembro de 2010. Os dados dos 40 prontuários consultados foram registrados em banco de dados e analisados por meio de software para análise estatística descritiva. Resultados: Quanto às genitoras, 67,5% tiveram menos que seis consultas de pré-natal e 42,5% intercorrências na gestação. Predominou o parto cesáreo em 75%, indicados por sofrimento fetal. Dos neonatos, 90% apresentaram idade gestacional de 37 semanas ou mais; 82,5% tiveram Apgar abaixo de 7, necessitando de reanimação ao nascer e suporte ventilatório. Conclusão: O acompanhamento adequado da gestante em todo ciclo grávido e no trabalho de parto bem como o atendimento preciso do neonato na sala de parto podem reduzir a incidência da síndrome.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
1.
Mendonça SD, Medeiros VG de O, Souza NL, Silva RKC, Oliveira SIM. Meconium aspiration syndrome: identifying obstetric and neonatal risk situations. R. pesq. cuid. fundam. online [Internet]. 1º de julho de 2015 [citado 27º de novembro de 2021];7(3):2910-8. Disponível em: http://seer.unirio.br/cuidadofundamental/article/view/3659
Seção
Research
Biografia do Autor

Sheila Duarte Mendonça, UFRN

Enfermeira especialista em Terapia Intensiva Neonatal pela Residência Integrada Multiprofissional em Saúde da Maternidade Escola Januário Cicco/Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Natal, Rio Grande do Norte, Brasil

Vanessa Gomes de Oliveira Medeiros, UFRN

Enfermeira especialista em Terapia Intensiva Neonatal pela Residência Integrada Multiprofissional em Saúde da Maternidade Escola Januário Cicco/Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Natal, Rio Grande do Norte, Brasil

Nilba Lima Souza, UFRN

Professora Doutora do Programa de Pós Graduação e do Departamento de Enfermagem da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Natal, Rio Grande do Norte, Brasil.

Rhuama Karenina Costa Silva, UFRN

Enfermeira. Mestranda do Programa de Pós Graduação em Enfermagem. Universidade Federal do Rio Grande do Norte.Natal, Rio Grande do Norte, Brasil.

Samara Isabela Maia Oliveira, UFRN

Enfermeira. Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Natal, Rio Grande do Norte, Brasil

Plum Analytics

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)