A percepção dos profissionais de saúde em relação à higienização das mãos Healthcare workers perception regarding hand hygiene

Adriana Oliveira de Paula, Adriana Cristina de Oliveira

Resumo


Objetivo: verificar os aspectos relacionados à percepção dos profissionais de saúde em relação à higienização das mãos. Metodologia: estudo transversal, realizado em uma unidade de pronto-atendimento de um hospital universitário de Belo Horizonte. Foi aplicado um questionário estruturado aos profissionais de enfermagem e da equipe médica. Utilizou-se o programa estatístico SPSS, realizou-se análise descritiva e univariada. Resultados: Os profissionais de saúde atribuem como alto o impacto das infecções na evolução clínica dos pacientes e a eficácia da higiene de mãos no controle destas. A taxa auto-reportada para adesão à higiene de mãos foi de 76% para a equipe de enfermagem e 72,5% para a equipe médica, porém, inferiores a 60% para os colegas de trabalho. Conclusões: Os profissionais percebem a HM como uma medida eficaz de controle de infecção e reconhecem que as taxas de adesão das equipes de saúde em geral, são baixas.


Palavras-chave


higiene de mãos, infecção hospitalar, pessoal de saúde

Texto completo:

PDF-EN PDF-PT


DOI: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.rpcfo.v9.3832 

Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2019 Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Novas regras para submissão de artigos na RPCFO a partir de 01/07/2018. Clique aqui.

O atendimento telefônico da secretaria funciona de 06:00 as 09:00, de segunda a sexta feira.

 

        

Crossref Metadata User Badge
SCImago Institutions Rankings