Dimensões qualificadoras para a comunicação de notícias difíceis na unidade de terapia intensiva neonatal Dimensions qualifying for communication of difficult news in neonatal intensive care unit

Luciana Palacio Fernandes Cabeça, Francisca Georgina Macedo de Sousa

Resumo


Objetivo: Compreender dimensões qualificadoras para a comunicação de notícias difíceis em Unidade de Terapia Intensiva Neonatal. Método: Estudo exploratório descritivo, qualitativo apoiado pela Análise Temática. Foram sujeitos de pesquisa 10 mães de recém-nascidos e 14 profissionais da terapia intensiva neonatal. Resultados: A utilização de estratégias auxiliadoras no/para a comunicação das notícias difíceis na UTIN foram reveladas nas falas dos participantes da investigação como facilitadoras para o processo de interação entre profissionais, mães e famílias, permitindo nesse tipo de comunicação, reduzir o sofrimento dos envolvidos, favorecer apoio e suporte à mãe e à família e ampliar segurança para ultrapassar dificuldades e desafios. Conclusão: os resultados sugerem competências relacionais, interpessoais e comunicacionais a partir de uma perspectiva ampliada do cuidado que ultrapassa a dimensão técnica e tecnológica tão prevalentes em terapia intensiva.

Descritores: Enfermagem. Comunicação. Notícias difíceis. Unidade de Terapia Intensiva Neonatal.


Palavras-chave


Enfermagem; Comunicação; Notícias difíceis; Unidade de Terapia Intensiva Neonatal.

Texto completo:

PDF-EN PDF-PT


DOI: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.rpcfo.v9.4153 

Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2019 Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Novas regras para submissão de artigos na RPCFO a partir de 01/07/2018. Clique aqui.

O atendimento telefônico da secretaria funciona de 06:00 as 09:00, de segunda a sexta feira.

 

        

Crossref Metadata User Badge
SCImago Institutions Rankings