T’sarat/leprosy: paths taken by relatives of former patients treated in the asylum environment / T’sarat/hanseníase: caminhos trilhados por familiares de ex-doentes tratados em ambiente asilar

Mônica Gisele Costa Pinheiro, Clélia Albino Simpson, Francisco Arnoldo Nunes de Miranda, Felismina Rosa Parreira Mendes

Resumo


Objetivo: Averiguar a compreensão que familiares de ex-doentes de hanseníase tratados em hospitais colônia têm sobre a doença. Métodos: Estudo qualitativo, enfocando a história oral temática. Os 52 familiares de ex-doentes de lepra que foram segregados no Hospital Colônia São Francisco de Assis compuseram a colônia. A rede foi constituída por 10 colaboradores, ambos os sexos, com idade entre 44 a 76 anos. A coleta de dados foi norteada por questões abertas que direcionaram as lembranças dos colaboradores para o propósito do estudo. As entrevistas foram gravadas, transcrita e analisadas pela análise temática de conteúdo. A pesquisa foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, CAAE 25922214.3.0000.5537. Resultados: Identificaram-se duas categorias: A história no passado e a A história no presente. Conclusão: Os entrevistados refletiram sobem política de controle da lepra no passado, assim como a adotada no presente frente à hanseníase.


Palavras-chave


Acontecimentos que mudam a vida; hanseníase; estigma social; família; enfermagem.

Texto completo:

PDF-EN PDF-PT


DOI: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.2019.v11i1.61-66 

Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Novas regras para submissão de artigos na RPCFO a partir de 01/07/2018. Clique aqui.

O atendimento telefônico da secretaria funciona de 06:00 as 09:00, de segunda a sexta feira.

Crossref Metadata User Badge