International Classification of Functioning, Disability and Health: a Content Analysis / Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde: uma Análise de Conteúdo

Diéssica Roggia Piexak, Marta Regina Cezar-Vaz, Clarice Alves Bonow

Resumo


Objetivo: Produzir uma análise de conteúdo da Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde. Métodos: Trata-se de uma análise de conteúdo para descrever e interpretar os conteúdos da Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde, a partir de uma perspectiva qualitativa e com aporte teórico de Georges Canguilhem em “O Normal e o Patológico”. Resultados: Emergiram as seguintes categorias: Organismo biológico e a relação de normalidade/patologia; Incapacidade e funcionalidade influenciadas pelo ambiente. Conclusão: A normatividade contida na Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde, por princípio, não atende a diversidade da população, apesar disso, apresenta uma tentativa de articulação dos modelos médico e social, o que pode ampliar a perspectiva dos enfermeiros acerca da relação do ambiente e do corpo na patologia e na normalidade, para além das métricas.

Palavras-chave


Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde; Saúde; Doença; Enfermagem.

Texto completo:

PDF-EN PDF-PT


DOI: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.2019.v11i2.363-369 

Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Novas regras para submissão de artigos na RPCFO a partir de 01/07/2018. Clique aqui.

O atendimento telefônico da secretaria funciona de 06:00 as 09:00, de segunda a sexta feira.

 

Crossref Metadata User Badge