Health education for pregnant women: the search for maternal empowerment over the puerperal-pregnancy cycle / Educação em saúde para gestantes: a busca pelo empoderamento materno no ciclo gravídico-puerperal

Vanessa Kelly da Silva Lima, Gabriela Silva Esteves de Hollanda, Bruna Monik Morais de Oliveira, Isabelly Gomes de Oliveira, Lydia Vieira Freitas dos Santos, Carolina Maria de Lima Carvalho

Resumo


Objetivo: DESCREVER O DESENVOLVIMENTO DE ESTRATÉGIAS EDUCATIVAS UTILIZADAS EM UM GRUPO EDUCATIVO PARA GESTANTES. Métodos: ESTUDO DE CARÁTER DESCRITIVO, DESENVOLVIDO EM ACARAPE-CE, ONDE FORAM REALIZADOS OITO ENCONTROS SEMANAIS NO PERÍODO DE JANEIRO A MARÇO DE 2015. PARTICIPARAM DE CADA REUNIÃO EM MÉDIA DEZOITO GESTANTES. EM CADA ENCONTRO, FORAM REALIZADAS DINÂMICAS DE APRESENTAÇÃO; EXPOSIÇÃO DO TEMA PROPOSTO EM FORMA DE DIÁLOGO E ATIVIDADES PARA FIXAÇÃO DO CONHECIMENTO. Resultados: AS MULHERES FORAM MUITO RECEPTIVAS DEMONSTRANDO INTERESSE E SATISFAÇÃO COM AS ATIVIDADES. ALGUMAS INFORMAÇÕES JÁ ERAM DE CONHECIMENTO DAS MULHERES E OUTRAS PRECISARAM SER MAIS DETALHADAS, NO INTUITO DE FORNECER SUBSÍDIOS PARA QUE AS MULHERES PUDESSEM SE AUTOCUIDAR E CUIDAR DE SEUS FILHOS COM MAIS PROPRIEDADE. Conclusão: A ATIVIDADE OPORTUNIZOU A REUNIÃO DE PRIMÍPARAS E MULTÍPARAS, SENDO ESTA VIVÊNCIA RECOMENDADA E CONSIDERADA MUITO APROPRIADA AO COMPARTILHAMENTO DE EXPERIÊNCIAS, AO APRENDIZADO E A PROMOÇÃO DO CUIDADO NA GESTAÇÃO E NO PUERPÉRIO.


Palavras-chave


enfermagem; assistência pré-natal; autocuidado; educação em Saúde; saúde materno-infantil

Texto completo:

PDF-EN PDF-PT

Referências


Vieira BD, Parizotto APAV. Alterações psicológicas decorrentes do período gravídico. Unoesc & Ciência – ACBS. Joaçaba. 2013; 4(1): 79-90. 2. Ministério da Saúde (BR), Secretaria de Políticas de Saúde, Projeto Promoção da Saúde. As cartas de Promoção da Saúde. Brasília: Ministério da Saúde, 2002. 3. Organização Mundial de Saúde, Health Promotion Glossary. Division of health Promotion, education and Communications, Suíça, 1998. 4. Freire P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra; Coleção Leitura; 1996. 5. Falkenberg MB, Mendes TPL, Moraes EP, Souza EM. Educação em saúde e educação na saúde: conceitos e implicações para a saúde coletiva. Ciênc Saúde Coletiva. 2014; 19(3): 847-52. 6. Ferreira, V.F. et al. Educação em saúde e cidadania: revisão integrativa. Trab Educ Saúde. Rio de Janeiro. 2014 mai/ago;12(2):363-78. 7. Carvalho APC, Lessa SS, Silva MJRS, Loepert MM, Melo BV. Conhecimento da gestante sobre gestação, puerpério e cuidados com o recém-nascido. Anais do CBMFC. 2013;12:485. 8. Sampaio J, Santos GC, Agostini M, Salvador AS. Limits and potentialities of the circles of conversation: analysis of an experience with young people in the backcountry of Pernambuco, Brazil. Interface. Botucatu. 2014;18:1299-312. 9. Moura AF, Lima MG. A reinvenção da roda: roda de conversa: um instrumento metodológico possível. Revista Temas em Educação, João Pessoa. 2014;23(1): 98-106. 10. Ministério da Saúde (BR), Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. Atenção ao pré-natal de baixo risco. 1ª ed. rev. Brasília: Ministério da Saúde, 2013. 11. Silva ALS, Nascimento ER, Coelho EAC, Nunes IM. Atividades educativas no pré-natal sob o olhar de mulheres grávidas. Revista Cubana de Enfermería. 2015;30(1):1-10. 12. Moura SG, Melo MMM, César ESR et al. Assistência pré-natal realizada pelo enfermeiro (a): um olhar da mulher gestante. Rev pesqui cui fundam (online) 2015 jul/set; 7(3):2930-38. 13. Ministério da Saúde (BR), Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. Atenção ao pré-natal de baixo risco. Brasília: Ministério da Saúde, 2012. 14. Guerreiro EM, Rodrigues DP, Queiroz ABA, Ferreira MA. Educação em saúde no ciclo gravídico-puerperal: sentidos atribuídos por puérperas. Rev Bras Enferm 2014;67(1):13-21. 15. Caldas DB, Silva ALR, Böing E, Crepaldi MA, Custódio ZAO. Atendimento psicológico no pré-natal de alto-risco: a construção de um serviço. Psicol Hosp São Paulo. 2013;11(1). 16. Leite MG, Rodrigues DP, Sousa AAS, Melo LPT, Fialho AVM. Sentimentos advindos da maternidade: revelações de um grupo de gestantes. Psicologia em Estudo. 2014;19(1). 17. Neves PR, Salim N, Soares GCF, Gualda DMR. Experiências de mulheres participantes de um grupo de gestantes: estudo descritivo. Online Brazilian Journal of Nursing, Universidade de São Paulo. 2013;12(4). 18. Taucher SC. Consideraciones sobre epigenética perinatal. Bol. Hosp. Viña del Mar. 2015; 71(1): 19-22. 19. Ministério da Saúde (BR), Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. Manual Instrutivo das Ações de Alimentação e Nutrição na Rede Cegonha. 1ª ed. rev. Brasília: Ministério da Saúde, 2013. 20. Melere C, Hoffmann JF, Nunes MAA, Drehmer M, Buss C, Ozcariz S, Soares RM, Manzolli PP, Duncan BB, Camey SA. Índice de alimentação saudável para gestantes: adaptação para uso em gestantes brasileiras. Revista de saúde pública = Journal of public health. São Paulo. 2013;47(1):20-8. 21. Velloso EPP, Reis ZSN, Pereira MLK, Pereira AK. Resposta maternofetal resultante da prática de exercício físico durante a gravidez: uma revisão sistemática. Revista Médica de Minas Gerais. 2015;25(1):93-9. 22. Lopes FF. et al. Conhecimentos e práticas de saúde bucal de gestantes usuárias dos serviços de saúde em São Luís, Maranhão, 2007-2008. Epidemiol Serv Saude, Brasília. 2016 Out/Dez; 25(4):819-26. 23. Linhares FMP, Pontes CL, Osorio MM. Breastfeeding promotion and support strategies based on Paulo Freire’s epistemological categories. Rev Nutr [online]. 2013;26(2):125-34. ISSN 1415-5273.

Received in: 08/09/2017 Required revisions: 14/11/2017 Approved in: 22/11/2017 Published in: 01/07/2019

Corresponding author Bruna Monik Morais de Oliveira Address: Rua Newton Prado, nº 16, Centro, Ceará, Brazil Zip Code: 62.790-000 E-mail address: brunamonik.sh@gmail.com Telephone numbers: +55 (85) 99713-2087

Disclosure: The authors claim

to have no conflict of interest.

Santos SS, Santos NA, Souza MR, Barcelos ISC. Educação em saúde na sala de espera: uma abordagem sobre amamentação. Em Extensão. 2013;12(1). 25. Barbosa LM et al. Prevalência de práticas educativas acerca do aleitamento materno exclusivo (AME) em Cuiabá – MT. Esc Anna Nery. 2015;19(1):147-53. 26. Almeida JM, Linhares EF, Dias JAAD, Lôbo MP, Reis ASF, Nery PIG. Prática educativa no cuidado ao coto umbilical: relato de experiência. Rev enferm UFPE online. Recife. 2016 nov.; 10(Supl. 5):4383-8. 27. Rocha AC, Andrade GS. Atenção da equipe de enfermagem durante o pré-natal: percepção das gestantes atendidas na rede básica de Itapuranga – GO em diferentes contextos sociais. Revista Enfermagem Contemporânea. 2017 abr.; 6(1): 30-41. 28. Pio DAM, Oliveira MM. Educação em saúde para atenção à gestante: paralelo de experiências entre Brasil e Portugal. Saúde e Sociedade. 2014; 23(1):313-24.




DOI: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.2019.v11i4.968-975 

Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2019 Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Novas regras para submissão de artigos na RPCFO a partir de 01/07/2018. Clique aqui.

O atendimento telefônico da secretaria funciona de 06:00 as 09:00, de segunda a sexta feira.

 

        

Crossref Metadata User Badge